Exercício físico e amamentação

Exercício físico e amamentação

O exercício físico pode "secar" o leite materno? De acordo com a Personal Gestante e diretora do Método Mais Vida, Gizele Monteiro, qualquer exercício orientado de forma incorreta no pós-parto pode sim prejudicar a amamentação e o corpo da mulher.

A produção de leite consome muita energia. Uma mãe em fase de amamentação produz entre 800 e 1200 ml de leite por dia e, para cada litro de leite que produz, há um gasto de 900 calorias em média. Portanto se o "exercício for intenso ou num volume elevado" e a mulher tiver uma ingestão alimentar ou hidratação inadequada poderá prejudicar a amamentação, pelo alto gasto energético que ocorre nesse período.

Ela explica que o retorno ao exercício no pós-parto sempre deve ser gradativo, mas não só por uma preocupação com a amamentação. Durante o período gestacional, muitas alterações corporais ocorreram e o retorno ao exercício deve sempre ser orientado por um profissional que entenda essas mudanças do organismo feminino, diferenciando assim o programa e o atendimento.

Porém, de acordo com pesquisas, quando realizado de maneira correta, o exercício tem um efeito muito importante na melhora da aptidão cardiovascular nas lactantes e na sensação de bem-estar quando comparara lactantes ativas com mulheres sedentárias. O correto é que o profissional saiba organizar a sessão de treino para que as intensidades não sejam ultrapassadas, não só pelo aspecto da amamentação, mas também pelo exercício intenso ou em grande volume poder comprometer o sistema músculo-esquelético nesse período.


Gizele finaliza com um cuidado a ser tomado. Nesse período, as mamas ficam maiores e mais pesadas, então, principalmente para atletas que realizam atividades de impacto, como corrida, é importante que eles estejam bem firmes, algumas vezes é necessário usar dois tops ou um suporte mais adequado.

Comente