Dicas para o sono dos bebês

Dicas para o sono dos bebês

Foto/Divulgação

Passar noites seguidas com poucas horas de sono já é rotina para muitos pais, que escutam o choro do bebê várias vezes durante a madrugada. Assim como os adultos, ele acorda várias vezes à noite, a diferença é que nós não nos lembramos disso porque já aprendemos como voltar a dormir.

"Cada bebê aprende de um jeito, e sempre sozinho. Por isso, os pais não devem induzir o sono, com hábitos como dar uma volta no carrinho ou embalar a criança. Eles podem contar uma história ou cantar, mas quando ele está acordado. Na fase de sonolência ele precisa conseguir dormir sozinho", recomenda a psicóloga Renata Soifer Kraiser.

Autora do livro "O Sono do Meu Bebê" (CMS Editora), a psicóloga afirma que a criança deve aprender a adormecer por ela mesma, dessa forma, quando acorda novamente no meio da noite, não chora ou busca ajuda dos pais. Caso ela adormeça sempre vendo televisão, por exemplo, ela aprende que apenas vai dormir com o aparelho ligado.

Mas isso não significa que as rotinas antes de adormecer não devam ser feitas. "Todos nós, mamíferos, passamos por vários ciclos. Mantemos o nosso relógio biológico ajustado conforme a horário que nos alimentamos e fazemos certas atividades, por isso é legal sim estabelecer uma hora para jantar. E mostrar à criança que tomar o banhinho da noite, escovar os dentes, colocar o pijama é um processo de preparação para ela dormir", explica a especialista.

Ao contrário do que muitas mães pensam, o bebê sempre deve dormir no seu próprio berço e nunca na cama dos pais, uma atitude que pode causar até asfixia no bebê. "E deixar já em outro quarto os mais cedo possível", ressalta. Caso o bebê chore, a indicação é esperar alguns minutos e observar se há algo de errado, se há mosquitos atrapalhando, ou a se fraldinha está suja. Com o passar do tempo, ele volta a dormir logo em seguida.

A psicóloga percebeu em suas pesquisas de mestrado que o excesso de zelo dos pais é um dos principais causadores da insônia nos pequenos. "A qualquer chorinho, elas já interrompem o ciclo do sono. Outra questão é quando elas ficam muito tempo fora de casa por conta do trabalho e se sentem culpadas. Querem aproveitar ao máximo com a criança até mais tarde e sem querer atrapalham o soninho delas".

O famoso sono da tarde, em casa ou na escolinha, é sim indicado. Conforme Renata, as crianças mais novinhas devem dormir de manhã e a tarde e as mais velhas, em média até os cinco anos, somente a tarde.

Antes de deitar, as mães devem observar se a fralda está sequinha e colocar os bebês na posição de barriga para cima. O travesseiro deve ser baixinho, na altura dos ombros. Como os bebês não conseguem manter a temperatura interna por muito tempo, as mães devem ficar atentas com o excesso de cobertores, porque a criança fica quente muito rápido, o contrário também ocorre. "Nos dias mais quentes, não há problemas em ligar o ar condicionado, com a temperatura de 23°C, em média".


Para ajudar a criança adormecer, Renata aconselha colocar um bichinho pequeno de plástico ou de pelúcia, que não cause alergias. Eles fazem o papel de uma segunda mãe e confortam o bebê quando ele acorda a noite. Outra recomendação é deixar arrotar antes de ficar no berço, assim evita que ele possa vomitar durante a noite. Mais importante ainda é não acostumá-lo a dormir enquanto mama, assim, a velha regra de deixá-los dormir sozinho não é cumprida. E certamente você acordará no meio da noite para ajudá-lo a adormecer.

Por Juliana Lopes

Comente

Assuntos relacionados: filhos dormir bebê dormir sono bebê