Deixar os seios a mostra enquanto amamenta: você é contra ou a favor?

Amamentação polêmica dos seios à mostra

Foto: Larry Williams Associates/ Corbis

A alimentação exclusiva com o leite materno durante os seis primeiros meses de vida do bebê é recomendada pela Organização Mundial de Saúde, pois é uma forma de proteger a criança de doenças, além de ser fundamental para o seu desenvolvimento.

No entanto, esse gesto de carinho fundamental entre mãe e filho foi alvo de polêmica na imprensa internacional. A americana Gina Crosley-Corcoran, autora do blog The Feminist Breeder, postou uma foto amamentando a filha de um ano e meio que tem nas mãos um pedaço de bacon e teve sua página suspensa no Facebook, de acordo com dados do site Huffington Post.

Um usuário deixou um comentário na página da americana afirmando que "essas são as crianças que crescem para se tornarem criminosos sexuais". Gina, porém, colocou a mensagem em seu blog. Incomodado com a exposição, ele resolveu denunciar a americana ao Facebook e dois dias depois a conta dela foi suspensa. Diante disso, você acha que a mãe não pode deixar os seios a mostra enquanto amamenta?

Amamentação polêmica dos seios à mostra

Foto/Reprodução

Para a consultora de imagem e estilo Glaucia Aguilar, mãe da pequena Helena de onze meses, se no local onde a mãe se encontra existe um local apropriado, o correto é utilizá-lo. "Não só por uma questão de etiqueta, mas o momento da amamentação é somente entre mãe e filho e merece ser vivido de forma única. Além do mais, um ambiente tranquilo deixa o bebê muito mais confortável", afirma.

Ela explica que não é ideal que a mamãe vulgarize o momento da amamentação. "Use roupas apropriadas para que, ao término da mamada, vista o seio novamente", orienta. "Já vi mães levantando a blusa e deixando não apenas o seio, mas toda a silhueta a mostra. E outras que permanecem com o peito à mostra mesmo o bebê tendo acabado de mamar", relata.

Como não expor a mama?

Para não expor a mama, o mais indicado é o uso da toalhinha sobre o peito e sobre o rostinho do bebê. "Não incomoda e deixa muitas mães bem mais confortáveis. Existe, inclusive, capas apropriadas para esse momento", descreve ela, alegando que deixar os seios à mostra pode constranger as pessoas ao redor.

Ela conta que em alguns casos, mesmo coberto com uma toalhinha, algumas pessoas ficam sem graça de se aproximar, assim como aconteceu com ela. "Certa vez um amigo do meu marido chegou e ele sempre se aproximava de mim, pegava na minha mão ao me cumprimentar. Nesse dia (mesmo com a mama coberta) ele deu um tchauzinho à distância. Parecia que estava com medo de chegar perto", diverte-se ela.

De acordo com a consultora de imagem, muitas pessoas acham deselegante um seio à mostra em locais públicos. "Não seria correto proibir essa prática em restaurantes, shoppings entre outros locais públicos. Nesse caso, o bom senso é, e sempre será, a melhor solução. Afinal, o bebê precisa se alimentar", opina.

Glaucia relata que nunca compartilhou imagens amamentando nas redes sociais, não por causa do seio a mostra, mas por considerar um momento seu e de sua filha. "O Brasil é um país tropical e o que mais tem são mulheres mostrando o corpo, não entendo porque expor o seio na hora da amamentação pode gerar discussão moral", critica. Para ela, a mulher não só pode como deve amamentar onde quiser a hora que quiser. "O importante é que ela se sinta à vontade e não prejudique a amamentação. E, claro, use o bom senso."


Para as mamães de primeira viagem, a consultora sugere que antes mesmo de o bebê nascer sejam comprados três bons sutiãs apropriados para amamentação. "Além de serem ótimos para que a mama não sofra muitas alterações é um ajudante e tanto na hora de amamentar a criança, pois não precisa levantar o sutiã", explica.

Usar blusas com botões na frente para facilitar esse momento também é outra sugestão. "Curtam esse momento único que é a amamentação, pois além de fazer muito bem ao bebê é um laço entre mãe e filho incomparável. Eu amamentei seis meses apenas, mas foram seis lindos meses na minha vida. Se pudesse teria sim amamentado mais", avaliou Glaucia Aguilar.

Por Stefane Braga (MBPress)

Comente