Cuidados com a pele dos bebês

Cuidados com a pele dos bebês

O que pode e o que não pode ser aplicado na pele dos bebês? Como cuidar de problemas de pele que são comuns entre as crianças pequenas? Essas são duvidas de muitas mães, mas você sabia que muitas vezes esses problemas não surgem por causa de algum produto, mas sim de certos hábitos?

A dermatologista Silvia Zimbres, da Doux Dermatologia, explica que o problema mais comum entre os pequenos é a dermatite de fralda. Ela aparece quando as fraldas não são trocadas com a frequência ideal e não está necessariamente associada ao uso de cremes, como muitas mães pensam. Para evitar o problema é importante manter o bebê sempre seco e, caso ocorra a dermatite, a orientação de um dermatologista é essencial. Nunca aplique cremes ou pomadas sem orientação de um especialista.

O banho é outro momento que merece atenção. Bebês e crianças têm a pele normal ou com tendência a seca e, por isso, banhos demorados ou muito quentes são prejudiciais. O uso excessivo de sabonetes - principalmente os anticépticos - e de esponjas e buchas, também contribuem para o ressecamento da pele. Para o banho fora de casa, lembre-se de que a criança deve estar de chinelos, pois elas são alvos fáceis de verrugas virais e micoses.

Como escolher os produtos

Crianças alérgicas ou com pele seca precisam usar um hidratante. O produto escolhido não precisa ser infantil obrigatoriamente, desde que tenha pouco ou nenhum perfume e, se tiver uréia na formulação, sua concentração não deve exceder 3 a 5%.

Quanto à proteção solar, ela é imprescindível. O produto deve ter proteção contra UVB (conferida pelo FPS) e também UVA (conferida pelas siglas PPD ou IPD). O filtro solar ideal para bebês e crianças deve apresentar em sua fórmula apenas os filtros físicos, e não químicos.


As roupas também merecem atenção. A dica da dermatologista é optar por produtos 100% algodão. Os tecidos mistos e sintéticos acabam prejudicando a transpiração, podendo ocasionar coceira e brotoejas.

Comente