Como identificar atrasos no desenvolvimento infantil

Mães estão familiarizadas com o termo "cada criança tem seu ritmo". E é verdade. Você pode ter gêmeos e cada um evoluir de uma maneira diferente. No entanto, alguns atrasos no desenvolvimento podem significar patologias mais sérias, por isso os pais devem sempre ficar atentos.

Segundo especialistas, em cada fase, o sistema nervoso central apresenta diferentes níveis de maturidade, sendo que os bebês primeiro sustentam a cabeça e mais pra frente sentam (6 meses), engatinham (9 meses) e andam (13 meses). Essa é a ordem normal do desenvolvimento, mas claro, o tempo pode variar até dois meses em cada fase.

Apesar da evolução do bebês ser algo natural, o estímulo dos pais ajuda bastante e são fundamentais nos primeiros anos de vida. Por exemplo, manter o bebê dentro do carrinho ou no berço faz com que ele se acostume com isso e talvez a curiosidade e vontade por se movimentar seja mais lenta. Experimente deixá-lo em várias situações e deixe que ele faça o resto. Claro, pais não precisam forçar a nada, mas é importante estarem por perto; os bebês se sentem mais seguros e confiantes para realizarem outros moviementos, como rolar, por exemplo.

Caso os pais notem que o desenvolvimento da criança esteja fora do normal, é importante procurar especialistas. Alguns problemas motores são mais fáceis de serem corrigidos se forem identificados com antecedência.


Por Helena Dias

Comente

Assuntos relacionados: crianças bebês desenvolvimento atrasos