Como cuidar do umbigo do bebê

Como cuidar do umbigo do bebê

Sempre que um bebê nasce, o cordão umbilical é cortado e a nova vida passa a operar por si só. Nesse processo, uma pequena pontinha desse cordão - chamada de coto umbilical - ainda continua com o pequeno. O coto é uma pelinha recheada com um líquido gelatinoso, que depois necrosa e cai. Mas, enquanto isso não acontece, a mamãe precisa ter uma atenção especial nessa região.

Segundo o pediatra Sylvio Renan Monteiro de Barros, da MBA Pediatria e Nefrologia, de São Paulo, os cuidados são simples, mas devem ser seguidos à risca. "A mãe tem que limpar essa região até um tempinho depois de quando o coto cair. Deve-se dar o banho normal, enxugar com a toalha e depois passar uma gaze embebida em álcool 70 para evitar a proliferação de bactérias", explica. Normalmente, a própria maternidade fica responsável pela distribuição do álcool.

O que acontece se a região não for higienizada corretamente? Sylvio explica que complicações graves podem acontecer como, por exemplo, septicemia e tétano. "A pele do ser humano é uma barreira eficiente contra qualquer bactéria. Qualquer janela aberta pode levar a uma infecção. O bebê ainda não tem imunidade contra essas bactérias, portanto ele fica sujeito a pegar infecções por muitas vezes perigosas", afirma o especialista, também autor do livro "Seu bebê em perguntas e respostas - do nascimento aos 12 meses" (MG Editores).

Outro cuidado muito importante é não arrancar o coto, mesmo que a pelinha esteja presa ao corpo do bebê apenas por um fio. "O coto umbilical é uma região que pode ainda ter vasos e, se tem vasos, é porque ela ainda está "viva", mas pouco atuante. Se a pele for arrancada, pode acarretar no rompimento de um vaso e, consequentemente, em uma hemorragia", explica Sylvio. Portanto, nada de ficar cutucando a região. Deixe que ele caia sozinho.


Esse processo pode demorar de sete a 10 dias e a região deve ser limpa durante todos esses dias. Esse tempo pode variar de acordo com cada organismo e com o tamanho do coto: os longos, por exemplo, costumam cair mais rápido, pois contam com o fator "peso" para ajudar. Sylvio recomenda que a limpeza seja continuada por aproximadamente quatro dias após a pele ter caído por completa.

Por Tissiane Vicentin (MBPress)

Comente