Chás de ervas: usar ou não para aliviar as cólicas?

Chás de ervas dar ou não ao bebê na hora da dor

Foto: FreeDigitalPhotos http://bit.ly/JHVdLe

Proibido pelos médicos, recomendados pelas tias e avós e desejado pelas mães com bebês novinhos, os chás de ervas sempre geram longas explanações sobre seus benefícios ou malefícios. Isso porque nos seis primeiros meses de vida, a recomendação médica é o aleitamento materno exclusivo. Porém, como decidir entre se render ou não aos chás quando o recém-nascido chora desesperado com cólica?

"Muitas pessoas acreditam que tudo que é natural não faz mal, o que é um engano. Existem muitos venenos a base de plantas", diz a mestre e doutora em Ciências Biológicas e Farmacologia Ivani Manzzo, que também é especialista em qualidade de vida para gestantes e diretora da Meta & Soluções Sport Life Coaching, em São Paulo.

O mais indicado às mães quando surgir a dúvida, é buscarem orientação do pediatra, que, se não for muito tradicional, pode até indicar um chá específico para cada problema do bebê. "Quando o bebê recebe aleitamento materno exclusivo, recomendado até os 6 meses de idade, nada mais deve ser oferecido a ele. Além disso, não há qualquer comprovação de que os chás diminuem as cólicas", afirma o pediatra de São Paulo, Sylvio Renan Monteiro de Barros,

Os chás, portanto, só deverão entrar em cena no momento em que o cardápio se tornar diversificado por ordem médica. "Quando o bebê recebe leite materno e outros alimentos, como frutas e sopinhas, líquidos devem ser oferecidos, principalmente nos períodos de muito calor ou de tempo seco, para se evitar desidratação", avisa o especialista.

Vez ou outra, você pode dar ao seu filho um chá em temperatura ambiente para hidratá-lo. Ofereça-o sem ser adoçado e - atenção - servido às colheradas (use uma colherinha pequena) ou copinhos, para evitar que ele tome gosto pela mamadeira e passe a recusar o peito. A não adição de açúcar protege contra as cáries e os gases e impede que a criança fique viciada no sabor doce desde muito cedo.

Para os bebês, vale a mesma regra das gestantes: utilizar apenas ervas reconhecidamente seguras, que não causam nenhum efeito colateral. Não dê chás feitos com plantas estimulantes ou ricos em cafeína. Chazinhos leves, como os de hortelã, camomila e erva-doce, são as melhores alternativas.


Uma boa ideia, na opinião de Sylvio Barros, é cultivar uma hortinha em casa com algumas dessas ervas e preparar uma infusão mais natural do que a feita com produtos industrializados. Prefira preparar a bebida na hora do consumo, em vez de guardá-la na geladeira. Usando folhas ou sachês prontos, deixe a erva na água quente (com o fogo já apagado e a chaleira tampada), por 3 a 5 minutos. Coe, se for necessário, e deixe esfriar bem antes de dar ao filhote

Por Carmem Sanches

Comente

Assuntos relacionados: bebês mães chás cólicas médicos