Berçário: como preparar seu bebê para conviver com outras pessoas?

bebê berçário

foto: Shutterstock

A licença-maternidade está acabando e chegou a hora da mamãe se separar do bebê. Dúvidas, ansiedade, insegurança: será que meu filho será bem cuidado? Ele se adaptará ao berçário? Sentirá a minha falta?

O período de adaptação do bebê ao berçário é de suma importância e merece toda a atenção e trabalho em equipe entre pais e escola. É um processo que precisa ser conduzido com calma e cuidados especiais.

Logo no primeiro dia, a mãe deve compartilhar este momento com o bebê, interagir com ele para transmitir segurança e mostrar que existem outras pessoas e lugares com os quais ele irá se relacionar.

De acordo com a Coordenadora do Colégio Itatiaia Cláudia Razuk, "este será o momento da mamãe passar às berçaristas certos hábitos e costumes únicos de seu filho, que serão muito importantes ao longo da adaptação. Com a mãe participando da rotina do berçário, o bebê adquire confiança".

Nos primeiros momentos desta fase de adaptação, o bebê fica no berçário somente poucas horas. Com o tempo, a permanência vai aumentando, sempre observando as reações que ele tem antes, durante e depois do período em que fica no berçário. Alguns sinais como satisfação ao chegar à escola e aceitação à nova rotina, podem demonstrar progresso no processo.

A interação entre pais e berçaristas é fundamental para o sucesso desta ‘nova experiência social’. "É ideal que os pais fiquem tranquilos e procurem não demonstrar insegurança excessiva. Durante o tempo em que estão acompanhando a adaptação, é necessário deixar que as profissionais assumam a rotina com o bebê", recomenda Cláudia.


Por VilaMulher

Comente

Assuntos relacionados: berçário ansiedade