A babá dos seus filhos

A opção de ter uma babá, aparentemente simples, é mais complexa do que aparenta. As funções e horários da babá têm que ser previamente combinados, mesmo que ela durma no serviço, não se pode exigir que ela disponha do seu tempo 24 horas por dia.

Principalmente para a mãe que trabalha fora, o objetivo principal é suprir o horário de ausência da mãe, cuidando da alimentação, higiene e bem-estar do bebê.

A maior dúvida na maioria dos casos é quanto a idade da babá, uma mocinha jovem, que vou ensinar tudo do meu jeito, porém que nunca foi mãe, ou uma senhora, que já criou seus filhos, algumas vezes não tem o pique das mocinhas, mas esbanjam experiência e jogo de cintura.

Decidido horário, funções e perfil da babá, o mais importante a partir daí, é que a criança se afeiçoe com ela, o que algumas vezes gera ciúmes nas mamães, ao verem seus pequenos esticando os braçinhos e sorrindo para outra pessoa que não é a mamãe! Porém, melhor encarar isso como confortante, visto casos de maus-tratos já relatados com bebês.

Também vale lembrar que uma babá em casa é acima de tudo uma pessoa, que também tem uma família, problemas pessoais, pode ficar doente e faltar, o que requer um “plano B” para não atrapalhar o trabalho da mamãe.

Não tirar o bebê de casa, atenção exclusiva e muito carinho são sem dúvidas vantagens a serem levadas em conta, e uma boa referência da nova integrante da família é essencial, pois ela passará mais tempo com seu filho do que você.

Se você está prestes a enfrentar essa empreitada, boa sorte para você, seu bebê e a nova babá!

Leia também - O Sumiço do Babá!

Michelle Maneira é pedagoga, com pós-graduação em psicopedagogia e especialização em tecnologias educacionais, professora de educação infantil da rede pública.

Comente