Você é uma compradora compulsiva?

Carrinho preso com um cadeado

São muitos os motivos que nos fazem ir ao shopping e comprar os tão sonhados objetos de desejo. O assunto é tão vasto que até existem estudos aprofundados do comportamento do consumidor. Eles nos indicam que compramos por necessidades de segurança, biológicas, e, principalmente por status.

Mas há quem exagere na dose. Mulheres então, nem se fala! O problema é quando o consumo acontece pelo simples prazer de comprar, seja qual for o produto. Se isso se torna um vício, pode estar relacionado com uma doença, a Oneomania.

Enquanto está comprando, a pessoa sente alívio e prazer. Apesar de não existir estatísticas sobre pessoas que sofrem do consumo compulsivo, estimativas indicam que o mal pode atingir 3% da população. Entretanto um dado é certo. Nós, mulheres, somos maioria. Segundo estudos do Instituto de Psiquiatria do Hospital das Clínicas, a proporção é de quatro mulheres para cada homem.

A doença é tratada com o apoio de psicólogos ou mesmo por meio da psicoterapia. No Brasil já existem alguns grupos de auto-ajuda chamados de Devedores Anônimos. Ele foi criado em abril de 1997 e tem como base a proposta dos Devedores Anônimos dos Estados Unidos e Europa.

Antes de ter certeza e procurar ajuda veja essas perguntas preparadas pelos coordenadores do Ambulatório do Jogo Patológico e Outros Transtornos do Impulso (AMJO) do Instituto de Psiquiatria do Hospital das Clínicas. Caso você preencha a maioria destes critérios já é um indício que existe problemas no hábito de comprar. Mas atenção! Somente um diagnóstico com um psicólogo vai indicar se realmente você é uma compradora compulsiva.

  • Não resiste ao impulso de comprar?
  • Gasta mais que o planejado e se prejudica financeiramente?
  • Impede ou prejudica seus planos de vida e das pessoas à sua volta?
  • Pede dinheiro emprestado para os outros e até aplica golpes para poder saldar a dívida?
  • Precisa efetuar a compra de qualquer maneira, independentemente do produto comprado?
  • Percebe que está comprando coisas que não usa ou usa muito pouco?
  • Assume dívidas acima de cinco vezes o valor de sua renda mensal?
  • Grupos de Apoio

    Ambulatório Integrado dos Transtornos do Impulso (Amiti) do Hospital das Clínicas de São Paulo: (11) 3069-6975

    Grupo de Devedores Anônimos do Rio de Janeiro: (21) 9552-5163

    Devedores Anônimos da Catedral Metropolitana de Londrina (PR): (43) 3324-5255.

    Grupo de Devedores Anônimos Benfica do Ceará: (85) 3223-5456

    Por Juliana Lopes

    Comente