Seguros de carros cobrem danos em manifestações?

  • Facebook
  • Pinterest
  • Twitter
  • Google+
Seguros de carros cobrem danos em manifestações

Foto: Warren Faidley/Corbis

Nas últimas semanas 10 em cada 10 assuntos das rodinhas estavam focados nas manifestações que têm tomado conta do país. Porém, estas iniciativas não têm sido 100% pacíficas. Um pequeno grupo infiltrado vem descaracterizando o objetivo principal de quem vai às ruas, danificando patrimônios públicos e particulares.

Quem teve seu carro danificado por conta das manifestações não pensou duas vezes e logo acionou as seguradoras em busca de indenizações. Porém, nem todos receberam boas notícias.

"A maioria dos seguros de veículos atualmente em vigor não tem cobertura para tumultos e exclui expressamente vandalismo. Então, estes segurados não têm o que fazer, eles não serão indenizados", declara o advogado especialista em seguros Antonio Penteado Mendonça, sócio administrador do escritório Penteado Mendonça Advocacia.

Vale esclarecer que a garantia para o risco de tumultos existe sim e pode ser contratada. Mas, para isso, é necessário que o cliente solicite a inclusão desta garantia na apólice. "A cobertura para tumultos não é nova, ela só não estava sendo contratada, porque este tipo de evento não estava acontecendo faz muitos anos", explica o advogado.

E foi justamente por esse motivo que muitos clientes não se preocuparam em ver essa cláusula presente em seus contratos. Talvez a partir de agora, uma cobertura adicional para tumultos e para outras situações passem ser exigidas pelos clientes, de forma que o prejuízo em incidentes muitas vezes inimagináveis não acabem pesando no bolso do motorista.

"Por conta dos eventos dos últimos dias as seguradoras ficarão mais reticentes em oferecer a garantia de tumultos, tanto para veículos como para riscos patrimoniais. Então, o melhor para quem quer contratá-la é fazer isso através de um bom corretor de seguros", orienta Dr. Antônio Penteado.


Por Juliana Falcão (MBPress)

  • Facebook
  • Pinterest
  • Twitter
  • Google+

Comente