Saúde Financeira - Por onde começar?

Costumo dizer que muita gente quer mudar seu panorama financeiro e busca informação para que esta transformação aconteça. Entretanto, noto que ainda hoje, 2010, muitas pessoas desconhecem a importância dos cuidados com finanças para sua vida e, principalmente, para a vida da própria família.

Cada pessoa é multiplicadora de como lidar com o dinheiro principalmente porque aprendemos muito com as atitudes dos outros - e portanto somos espelhos para nossos filhos e descendentes, sem falar em quem vive junto conosco.

O interessante é como falta conhecimento sobre o uso do dinheiro. Dá a impressão que as pessoas consideram instintivo e natural saber lidar com ele, o que revela despreocupação e mesmo um baixo senso de valor, pois que o dinheiro é resultante do que se produz. A origem das notas de dinheiro é extensa, mas em suma existem as notas e moedas para facilitar e padronizar o senso de valor dos produtos e serviços oferecidos. Basicamente isso.

O ponto fundamental para abandonar o comportamento endividador (ou gastador, como preferir) e iniciar um comportamento poupador (que irá evoluir para um conceito de prosperador) é ter objetivos na vida, ter algo que se deseje conquistar. Dinheiro por si, simplesmente para ter armazenado, não é um forte motivador para mudanças.

Saber o que se quer é importante para estimular as mudanças necessárias para um futuro financeiro feliz. E este primeiro passo - definir o que se deseja - por vezes é o que mais se mostra difícil para algumas pessoas, seja porque são "tantas coisas", ou ainda por "não saber exatamente o que fazer".

O primeiro caso - "tantas coisas"- exige que se escolha uma, e a cada coisa conquistada outra vem para a vez; no segundo caso é importante pensar qual o rumo de sua caminhada de vida: o que quer, porque se motiva a viver um dia após o outro. Normalmente, há algo imensamente desejado, mas que a pessoa considera "parte do reino do impossível". Como digo, impossível é mudar o passado, o resto é discutível e considerável.


É da razão que muitas emoções se tornam reais. O desejo - calcado na emoção - ganha corpo quando vem para o mundo da razão e se torna motivador de processos lógicos que levarão à vitória. O primeiro passo em direção à Saúde Financeira começa aí. Deseje, sonhe, planeje, mude e concretize!

Suyen Miranda é publicitária e consultora de finanças pessoais, atuando no Brasil, Mercosul, Portugal e Angola. Já foi consumidora compulsiva voraz e tornou-se poupadora e empreendedora, e acredita que toda mulher pode e deve ser autônoma e independente financeiramente. suyen@suyenmiranda.com.br

Comente