Sacos plásticos a R$ 0,19

A ideia é diminuir o uso das sacolas de plásticos dos supermercados. Para isso, um acordo entre o governo do Estado e a Associação Paulista de Supermercados (Apas) prevê que até outubro os consumidores tenham que desembolsar R$ 0,19 pelas sacolas que hoje são gratuitas. A medida força o consumidor a optar entre sacolas de plástico retornáveis duráveis ou levar menos descartáveis.

Segundo o presidente da Apas, João Galassi, embora não tenha força de lei, espera-se uma grande adesão já que grandes redes tais como Carrefour, Pão de Açúcar e Walmart, apoiam a ação. Já pequenos comércios poderão optar entre oferecer ou não a sacola plástica.

Em Jundiaí, (a 60 quilômetros da capital paulista), a campanha "Vamos tirar o planeta do sufoco" retirou de circulação 480 toneladas de plástico e 132 milhões de sacolas distribuídas em supermercados. Os números significam uma redução de 95% do uso de sacolinhas. A cidade produzia anteriormente cerca de 22 milhões de sacolas por mês.

Lembre-se que o "saco plástico chega a 40% das embalagens jogadas no lixo e leva até 400 anos para se decompor. Degradam a biodiversidade de rios, lagos e mares. No meio urbano, entopem bueiros e galarias pluviais e contribuem para enchentes e inundações", destaca o Instituto Akatu, uma organização não governamental sem fins lucrativos que trabalha pela conscientização e mobilização da sociedade para o Consumo Consciente.

Por Lívany Salles

Comente