Remédios - pesquisa de preços revela diferença de mais de 500%

Remédios  pesquisa de preços revela diferença de m

Gastar sola de sapato para encontrar produtos mais baratos não vale a pena somente para economizarmos um bom dinheiro na compra de roupas, sapatos, acessórios, cremes ou tudo que nos deixa mais bonitas. Você nem imagina o quanto pode deixar de gastar se realizar uma boa pesquisa de preços antes de comprar remédios! Pois o Procon, órgão de defesa do consumidor em São Paulo, saiu às ruas para comparar os preços cobrados pelos medicamentos e, pasme, somente entre os genéricos, a diferença entre os estabelecimentos chegou a 523,81%! Já entre os de referência, a 100%.

A pesquisa foi feita entre os dias 1°e 3 de setembro passados. Entre os medicamentos de referência, a maior diferença de preço encontrada foi no Propranolol Ayrest

(Cloridrato de Propranolol), da Sigma Pharma. A embalagem de 30 comprimidos (40mg) custava R$ 7,04 em um local e R$ 3,52 em outro. A metade do valor!

Já entre os medicamentos genéricos, a maior diferença verificada foi no Diclofenaco Sódico. A embalagem contendo 20 comprimidos (50mg) foi encontrada por R$ 11,79 em um estabelecimento e R$ 1,89 em outro. Diferença de nada menos que R$ 9,90. Dá para acreditar?

Comparando-se os preços médios dos genéricos com os de referência de mesma apresentação, constatou-se que, em média, os medicamentos genéricos são 52,84% mais baratos do que os de referência, o que pode representar uma grande economia ao bolso do consumidor. Por serem produzidos por diversos laboratórios, os genéricos são, em geral, mais baratos. Mas, não dá para bobear, porque até mesmo entre si eles podem apresentar preços diferentes pelas drogarias e farmácias!


Os técnicos do Procon-SP sugerem que antes de uma criteriosa pesquisa é interessante que o consumidor consulte a lista de Preços Máximos (PMC) dos medicamentos, disponível no site da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), www.anvisa.gov.br e nas listas de preços que devem estar disponíveis nas farmácias e drogarias, conforme Resolução nº 2 da Câmara de Regulação do Mercado de Medicamentos (CMED).

Munida dessa informação você poderá comparar os preços dos medicamentos entre os diversos estabelecimentos, não só entre as redes como também os da própria rede, que podem variar significativamente.

Por Adriana Cocco

Comente