Poupar é diferente de investir - saiba diferenciar

pouparinvestir

Foto - Shutterstock

Boa parte das pessoas que dizem ter problemas com dinheiro, na verdade, têm problemas com comportamento. Essa é a opinião do sócio diretor da Soma Invest, empresa de planejamento financeiro, Janser Rojo. De acordo com o especialista, um exemplo disso é a confusão entre o que é investimento e o que é poupar.

"Poupar é guardar dinheiro para usar no futuro, comprar alguma coisa com ele. Investimento é juntar dinheiro, não mexer nele, para que este gere rendimentos e aí sim, usar os lucros mais para frente. É o recomendado para quem quer viver de renda no futuro, por exemplo" explica.

É preciso ter as metas claras e buscar os produtos financeiros adequados para poupar e investir, não se pode inverter, se não, é impossível chegar ao objetivo. "Aí a pessoa acha que tem problema com dinheiro, o que não é verdade. Ela só precisa de orientação" diz.

Para investir é preciso ter muito dinheiro e muito tempo? Qual o risco em cada caso?

A quantia e o tempo não definem os caminhos a serem tomados e não determinam se a pessoa vai ter um bom retorno financeiro. No caso da quantia, existem pessoas que poupam muito dinheiro e outras que investem pouco. O tempo é ainda menos comparativo, pois é comum vermos alguém que durante um longo período armazena dinheiro na poupança e em certo momento, gasta tudo de uma só vez. Então, não é um investimento. Já o risco, existe nos dois casos, mas é preciso conhecimento para não perder dinheiro.

Parece óbvio, mas é a história da galinha dos ovos de ouro. Poupar e depois gastar tudo é matar a galinha. Investimento é cuidar da galinha e vender só os ovos.

A questão é que a lógica consumista faz com que as pessoas se comportem mal e gastem tudo. Depois, começa a busca desenfreada por mais dinheiro. Isso impacta inclusive na qualidade de vida das pessoas. É preciso ter calma, paciência e, sobretudo conhecimento para fazer o dinheiro funcionar a seu favor", finaliza Rojo.


Por Vila Mulher

Comente