Por que não sobra dinheiro?

Seu dinheiro acaba antes de acabar o mês? Já recorreu a um empréstimo para conseguir pagar outro? Adoraria presentear-se, fazer uma viagem ou um curso, mas não tem um tostão furado para isso? Se respondeu “sim” a alguma dessas perguntas, você é uma pessoa normal. Não que seja bom ter problemas financeiros, e sim porque seus problemas são os mesmos de muitos que você conhece.

Endividar-se é um mau hábito da maioria da população brasileira. Você deve acreditar que ganha pouco. Realmente a renda média, no Brasil, não é das melhores. Porém, atendo a pessoas que ganham dezenas de vezes o salário mínimo e, mesmo assim, respondem afirmativamente às perguntas acima.

O fato é que não somos educados para lidar com dinheiro, não temos o hábito de conversar sobre ele e, por isso, conhecemos muito mal este precioso recurso.

É muito provável que, se você tem problemas para administrar o pouco que ganha hoje, terá mais problemas quando sua renda aumentar. Gastar é fácil, temos muitos sonhos a realizar. Porém, para gastar, é preciso fazer escolhas. Se lhe falta dinheiro hoje, provavelmente você fez más escolhas no passado.

Não dá para pagar itens básicos, como supermercado, aluguel, plano de saúde ou gasolina? Não há verba para o lazer? Pense bem, e perceba se não houve algum excesso na hora de escolher sua moradia, seu carro, a marca de sua roupa ou o destino das últimas férias. Reflita sobre grandes sonhos que quer realizar, veja se eles não comprometerão pequenos gastos bons e cotidianos. Gastar mal nos empobrece, mas enriquecer pode ser uma questão de escolha.

Gustavo Cerbasi é especialista em finanças dos negócios, planejamento familiar e economia doméstica. É sócio-diretor da Cerbasi & Associados Planejamento Financeiro e desenvolve treinamentos, palestras e consultorias para diversos públicos por todo o Brasil. É autor dos livros “Dinheiro - os segredos de quem tem”, “Casais inteligentes enriquecem juntos” e “Filhos inteligentes enriquecem sozinhos”

Comente