Pacotes turísticos para os solteiros de plantão

Pacotes turísticos para os solteiros de plantão

Solteira e pensando em viajar? Vai fundo. Segundo dados do IBGE, quase 75 milhões de pessoas são solteiras no Brasil. Isso sem contar os quase 12 milhões de corações solitários formados por separados, divorciados e viúvos.

No meio dessa multidão, muita gente usa a solteirice (que nada tem a ver com solidão) para colocar o pé na estrada. Viajar é sempre boa pedida para conhecer gente nova e, melhor, se conhecer ainda mais.

Agências de turismo adoram essa fatia do mercado e preparam pacotes especiais para os solteiros de plantão. Isso porque, acredite, para ficar sozinha num quarto, às vezes você paga mais do que para dividi-lo com alguém. É o preço da privacidade. Se preferir viajar por conta própria, você controla seus horários e passeios. Escolhe quando acorda, dorme e onde come. Mas os dias podem ficar meio vazios. Aí a opção é procurar uma empresa especializada.

Nos roteiros oferecidos pelas agências, tudo é preparado para que o solteiro não se sinta sozinho e há incentivo à amizade e a azaração. As operadoras de turismo não admitem, mas, às vezes, os guias servem de cupido.

“Num grupo divertido, com espaço para brincadeiras, sempre rola de dois solteiros acabarem a viagem juntos”, confessa André Sotero, agente de turismo em Santa Catarina.

André explica que os destinos são praticamente os mesmos dos preparados para casais ou famílias - o que muda é a programação. “Mas alguns destinos são sim especialmente desenhados para pessoas descomprometidas, visando interação e descontração”, conta.

Mesmo que coloque o pé na estrada com um grupo de outros solteiros, lembre sempre de levar uma agenda com endereços e telefones de amigos que morem na cidade visitada - ou perto. Eles podem dar dicas preciosas que apenas os nativos conhecem. Evite os roteiros muito certinhos. O belo de uma viagem dessas é a descoberta. Lembre de anotar as impressões num diário.

Não alugue um carro. Ônibus e trem são ótimos para conhecer pessoas e explorar os destinos. Outra dica importante é economizar na mala. Sem ajuda para carregar, tudo que você precisa é mobilidade. “Evite ficar em hotéis que só tenham quarto padrão para duas pessoas. Você vai acabar pagando até 30% mais caro do que num quarto single”, calcula André.

Se você está aberta a novos contatos, procure um bar animado na cidade. Normalmente os recepcionistas dos hotéis podem ajudar com boas dicas, assim como os guias de cada cidade, encontrados em bancas de jornal. Se for sua primeira vez numa aventura sozinha, prefira destinos fáceis, com belas vistas e pontos turísticos. E, sem medo de passar as férias sozinha, você vai descobrir que, às vezes, a melhor companhia é você mesma.

Mais dicas:

100 viagens que toda a mulher precisa fazer!

Por Sabrina Passos (MBPress)

Comente