Organize suas finanças em 12 meses

Organize suas finanças em 12 meses

Enriquecer do dia para a noite só se consegue mesmo ganhando na loteria. Entretanto, ao fazer um bom planejamento, sem dúvida você vai começar 2012 com o pé direito nas finanças. Agora é a hora de começar.

É o que ensina Marcos Silvestre em seu novo livro "12 Meses para Enriquecer" (Editora Lua de Papel). Segundo o economista com MBA em Finanças e Controladoria pela Universidade de São Paulo e planejador financeiro, esse prazo é o mínimo de que uma família precisa para "arrumar o bolso" de ponta a ponta.

"Um ano passa mais rápido do que se imagina, principalmente se a pessoa começar logo a agir. Quem colocar em prática gastos mais econômicos, dívidas mais prudentes e investimentos mais dinâmicos, daqui a um ano olhará para trás e mal poderá acreditar em tudo o que fez e conquistou nestes últimos 12 meses. Daqui a um ano, essa família, ou pessoa, terá enriquecido de maneira significativa, e já estará solidamente assentada sobre os trilhos da prosperidade duradoura", atesta. Mas para isso é necessário economizar até no simples pãozinho que se joga fora, sem pensar que é o próprio pão-duro.

"Se uma família de classe baixa desperdiçar um simples pãozinho de padaria por dia, vai jogar fora R$ 0,25 por dia, o que dá R$ 7,50 no mês e R$ 90 no ano, quantia que daria para gastar em um belo churrasco de picanha, por exemplo", calcula.

O consultor mostra com esse pequeno exemplo que itens de baixo valor unitário podem pesar sim no orçamento, principalmente quando se tem filhos. Caso a freqüência desse pequeno gasto for intensa a diferença é grande. Veja só o exemplo:

"Uma garrafa de refrigerante custa em média R$ 2,50. Vistos isoladamente, entes R$ 2,50 não resolvem a vida financeira de ninguém. No entanto, se a família toma uma garrafa destas todo dia, o que é fácil de acontecer numa típica família com pai, mãe e dois filhos, serão gastos R$ 75,00 por mês e R$ 900 por ano com refrigerante. Que tal substituir o refrigerante por uma limonada que custa R$ 20 por mês? Comparando com o refrigerante, na troca dá para economizar todo mês R$ 55 = R$ 75 - R$ 20, ou seja, uma economia de R$ 660 por ano.". Fora isso, a limonada é bem mais saudável, não?

Organize suas finanças em 12 meses

Foto/Divulgação

Quando se trata de gastos mais elevados, a falta de planejamento também coloca tudo a perder, principalmente quando se trata de um imprevisto, em que é necessário equilibrar a melhor relação custo X benefício.

"Digamos que um orçamento completo de pintura da sua residência fique em R$ 2.400. Quando a família não se planeja para acumular previamente a quantia certa, o custo acaba ficando concentrado para o momento em que a nova pintura se faz necessária: o tempo vai passando e, "de repente" os R$ 2.400 são requisitados de uma "paulada" só. Não tendo esse recurso, a família se obriga a apelar para as dívidas, utilizando o rotativo do cartão de crédito para comprar as tintas e materiais, e cheques pré-datados - avançando no limite do especial - para pagar o pintor. A casa será pintada, mas o erro no planejamento acarretará no pagamento desnecessário de juros sobre juros, e na intranqüilidade que uma nova dívida sempre traz consigo", explica o consultor.

Se essa família dividisse o total por 36 meses, poupando e aplicando na Caderneta de Poupança a quantia mensal de R$ 67 durante três anos, conseguiria boas vantagens, como calcula Silvestre.


"A família teria na aplicação a soma pronta de R$ 2.700, já com os juros ganhos no período, podendo pintar a casa pagando tudo à vista e com desconto. Assim, desembolsarão apenas, digamos, R$ 2 mil, podendo empregar os R$ 700 restantes em um belo churrasco para "reinaugurar" a casa recém-pintada". Viu só a diferença?

Por Juliana Lopes (colaboração Adriana Cocco)

Comente