Mulheres investem R$ 125 por mês para cuidar dos cabelos

Mulheres investem R$ 125 por mês para cuidar dos c

Foto: Blue Jean Images/Corbis

De que adianta uma make de arrasar e um vestido deslumbrante se o cabelo está todo desgrenhado? A mulher pode estar atrasada o suficiente para fazer um rabo de cavalo simples ou com tempo de sobra para passar horas a fio dentro de um salão, ou seja, ela sempre cuida dos cabelos.

Sempre de olho nas novidades, elas compram todos os tipos de produtos nas lojas de cosméticos e salões para usar em casa. Uma pesquisa realizada pela divisão profissional da L'Oréal, em parceria com o Sebrae (Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas), comprovou que o cabelo tem lugar cativo na lista de cuidados de qualquer mulher. Essa preocupação tem levado os profissionais do setor a se especializarem cada vez mais e a investirem sem dó no setor.

O Sebrae aponta que existem 342 mil salões espalhados pelo Brasil e mais de 1,5 milhão de pessoas empregadas no setor profissional. O mercado é o 1º da América Latina e está entre os 10 maiores do planeta. E estudos internos não oficiais da L’Oréal estimam que o faturamento total do setor supere os R$ 40 bilhões por ano.

E qual o perfil da cliente?

De acordo com a pesquisa IPSOS Mulheres Frequentadoras de Salões 2011, 75% das mulheres são fiéis ao seu salão e utilizam de quatro a cinco produtos por dia nos cabelos. A pesquisa IBOPE Consumidoras de salão de beleza, feita em agosto 2012, concluiu que 80% das mulheres que vivem em regiões metropolitanas frequentam salões de cabeleireiro, sendo que 51% delas os visitam pelo menos uma vez a cada 15 dias.

Em 2012, o investimento médio mensal da mulherada com as madeixas foi de R$ 125. Entre os serviços mais procurados estão corte, seguido por escova/chapinha, coloração, hidratação ou tratamentos capilares, luzes, mechas e balayages, relaxamento, alisamento e amaciamento, escova progressiva, tonalizante, escova permanente e permanente, além de serviços de manicure e pedicure.

Para se sentar na cadeira de salão e desfrutar de algum serviço a cliente leva em consideração três quesitos: a qualidade dos profissionais (38%), seguido pelo atendimento que recebe (36%) e o preço (30%).


O levantamento feito pela IPSOS revelou também que 49% das mulheres fazem coloração e 27,7% mudam a forma do cabelo (relaxam, alisam ou fazem escova progressiva) apenas no salão. E na hora de comprar algum produto para manter os fios saudáveis, 17% fazem isso no próprio salão de beleza.

Juliana Falcão (MBPress)

Comente