Microfranquias para novos empreendedores

  • Facebook
  • Pinterest
  • Twitter
  • Google+
Microfranquias para novos empreendedores

As microfranquias se tornaram "febre" entre os empreendedores, principalmente aqueles de primeira viagem, que querem experimentar ter o próprio negócio, mas já com um modelo pré-definido. O atrativo é o investimento inicial, abaixo de R$ 50 mil.

Porém, mesmo com o baixo investimento, há a necessidade de avaliar o mercado, a concorrência, a capacidade de suporte do franqueador, os serviços e produtos. Melitha Novoa Prado, consultora de varejo e franchising nas áreas jurídica e estratégica, alerta: "muitos investidores, na sede de ter seu próprio negócio não analisam a proposta da franquia como deveriam e perdem dinheiro".

Segundo ela, alguns pontos são fundamentais antes de escolher ser um franqueado. "A microfranquia apresenta os mesmos riscos de qualquer outro tipo de negócio. Por sua vez, toda franqueadora não assegura retorno do investimento, mas deve apresentar ao interessado o estudo de viabilidade econômico-financeira da operação independentemente do valor que está sendo investido", aconselha.

A advogada Cristina Donadio, da Novoa Prado Consultoria Jurídica, completa: "todo investidor precisa estar preparado e ser devidamente orientado. Numa microfranquia, o franqueado precisa ser o operador do negócio. E, ainda assim, ele precisa do apoio e da estrutura do franqueador para se manter".

Cristina também faz um alerta: "se a rede não nascer com a devida estrutura e responsabilidade, é garantia de problemas no futuro", finaliza.

Por Lívany Salles

  • Facebook
  • Pinterest
  • Twitter
  • Google+

Comente