Metas de ano novo: comece a se planejar já!

Veja aqui dicas para realizar os sonhos e metas que traçamos na hora da virada!
planejamento ano novo

Foto: iStock/KatarzynaBialasiewicz

Sonhos não custam nada, mas colocá-los em prática custa sim! E certamente você faz parte do grupo que acha frustrante estabelecer metas apenas nos planos das ideias e não vê-las de fato, não é verdade?

A dica para quem deseja tornar 2017 um ano de grandes realizações é fazer um bom planejamento. Quem garante é Silvia Alambert, coordenadora do projeto The Money Camp. "O mais importante é traçar uma meta a ser seguida, fazer um bom planejamento com o dinheiro e colocar-se em ação. É a fórmula mais certeira para que o sonho se torne realidade".

AdvertisementNa hora de fazer um plano desses o tempo ajuda, e muito. Silvia diz que quanto mais cedo uma pessoa se organiza para conquistar seus sonhos, mais cedo também eles acontecem. Mas não basta só a antecipação, é preciso saber se organizar financeiramente.

"A pessoa deve ter uma visão detalhada de suas finanças. Se ela tem consciência sobre sua realidade financeira e traça um plano bem definido, conseguirá visualizar perfeitamente se consegue alcançar seu sonho a curto, médio ou longo prazo."

O Vila Mulher definiu algumas metas e pediu para Silvia dar algumas dicas de como alcançá-las. Veja se algumas delas povoam seus sonhos e saiba como trabalhar para chegar lá!

Fazer um curso super legal no próximo ano

Silvia avisa que a pessoa que toma uma decisão somente agora está um pouco atrasada, mas nem por isso deve abandonar seu sonho. "Nesta época do ano as pessoas recebem dinheiro extra - participação nos lucros, décimo terceiro - algumas gozarão férias e outras até receberão o décimo quarto salário", lembra.

Então faça uma boa pesquisa sobre o curso que deseja fazer e busque a melhor relação custo-benefício que se encaixe na sua realidade financeira. "Com esse dinheiro extra em caixa e mais uma economia que você poderá gerar nos últimos três meses do ano com seu salário, criará uma reserva financeira que minimizará o impacto em seu bolso no início do ano", orienta a especialista.

Aproveitar uma boa promoção e comece o ano com dinheiro no bolso

Final do ano é sinônimo de gastos. Ceia de Natal, Festa de Réveillon, presentes e confraternizações de fim de ano na empresa com direito a amigo secreto. Silvia sugere que você comece a separar uma quantia de dinheiro hoje e aproveite uma das parcelas do 13º salário para gastar com isso.

"Esse deve ser o perfil de quem deseja realizar as compras maiores durante as megaliquidações de início de ano e garantir a mesma qualidade pelo menor custo". E lembra: "Já que o pagamento é à vista, vale ainda pedir mais um desconto. É pegar ou largar!"

Já para os que não gostam de promoção o jeito é esperar o fim das festas. "Muitas pessoas já descobriram como fazer valer o seu dinheiro, simplesmente porque pensam que o melhor momento para fazer compras é após as grandes datas comemorativas."

Comprar um carro

Silvia lembra que, neste caso, um planejamento é ordem, já que a compra de um carro novo ou seminovo não envolve somente o valor anunciado, mas também seguro, IPVA, combustível e despesas com manutenção do veículo. "Chegar ao final de 2017 com um carro na garagem é possível, desde que você estabeleça critérios viáveis na hora de escolher o modelo e ano do automóvel e de reservar a quantia mensal que será investida nesse sonho", orienta.

Ao mesmo tempo, a especialista lembra que planejamentos mensais são mais complicados, uma vez que volta e meia temos imprevistos e somos obrigados a mexer naquele dinheiro que estamos poupando. Por isso, acha que é melhor criar a reserva financeira para só depois comprar o veículo. "Dessa forma, um desvio de percurso no caminho não trará problemas de inadimplência, pois o bem ainda não foi adquirido e o dinheiro investido continuará rendendo em sua aplicação", pensa.

Viajar para o exterior

Assim como o carro, a especialista ressalta que uma viagem dessas não se limita ao pacote em si. Há também despesas com emissão de passaporte, vistos, seguro-viagem, cartão de crédito internacional para emergências, tours, alimentação, dinheiro para gastar sem dó e para as "lembrancinhas". "A conta é inversa: é o valor total dos gastos que você terá que provisionar, dividido pela quantidade de meses que ainda lhe resta até a data da viagem. Se o passeio for acontecer dentro de 12 meses, comece a se programar. Inicie sua poupança e boa viagem!", diz Silvia.

O certo mesmo é poupar sempre, independente de se ter metas estabelecidas ou não. Segundo a coordenadora do projeto The Money Camp, a pessoa que se prepara financeiramente para receber as oportunidades que surgem ao longo da vida são bem sucedidas. "Isso porque elas criam a oportunidade com antecedência e não porque esperam a oportunidade surgir para só depois "correr atrás de dinheiro". Então vire o jogo e comece e fazer seu pezinho de meia agora mesmo!

Por Juliana Falcão (MBPress) editado por Thamirys Teixeira

Comente