Mesada é bom?

Quando você menos espera, um dia seu filho chega da escola e vem com esse papo de mesada, certamente ficou sabendo disso com os colegas da escola. Sem problemas. Isso é uma boa maneira de ensinar a criança a valorizar o dinheiro e, principalmente, de que forma ela deve poupar.

A tradutora Rosana Watson, mãe de Amanda (7 anos) e Aline (5 anos), ainda não começou a dar mesada, mas acredita que ela é uma boa maneira para a criança ter noção do valor do dinheiro. “Acho importantíssimo discutir a quantia da mesada, além de fazer uma previsão dos gastos da semana, como por exemplo, o lanche da escola e outros menores do dia-a-dia”, afirma.

E pelo visto ela está certa. O consultor financeiro Gustavo Cerbasi aconselha pensar em todos os gastos antes de estipular o valor da mesada, mas sem dúvida, não podem entrar tudo o que elas querem. A mesada vai servir de aprendizado no controle do dinheiro, e assim, a criançada terá noções de responsabilidade financeira.

Especialistas também indicam abrir uma conta-poupança. Para a consultora Neale Godfrey, isso já pode começar bem cedo, com três anos. Autora do livro Dinheiro Não dá em Árvore (Editora Jardim dos Livros), Neale diz que nesta idade os pequenos começam a entender como funciona uma economia de longo prazo. Ela serve para comprar alguns brinquedos dos sonhos.

Já a mesada envolve o controle de gastos em períodos mais curtos e garante a compra de objetos mais baratos, entre eles, roupas ou DVDs. Para Cerbasi, a idéia do cofrinho é bem-vinda logo aos cinco anos, assim os pequenos já têm as primeiras noções do que é caro ou barato.

Semanada ou Quinzenada?

Às vezes pode ser útil dividir a mesada em quatro ou em duas. Conforme Cerbasi, aos sete anos, a criança já sabe contar e administrar gastos pequenos como a compra de guloseimas ou figurinhas. Ainda nessa idade, a criança acha que o tempo demora mais. Se ela não conseguir controlar o dinheiro em intervalos menores terá mais chances de fazer outras tentativas. Dica: estabeleça um dia para a entrega do dinheiro e nunca complete o valor.

Pequenas Tarefas

Para Nealy, crianças de três anos podem receber dinheiro em troca de pequenas tarefas domésticas, como por exemplo, colocar e tirar os pratos da mesa. É uma forma de elas entenderem que o único jeito de ganhar dinheiro é pelo trabalho. Além disso, elas ficam orgulhosas depois de terminar o serviço. Lembrando que isso é uma prática mais comum nos Estados Unidos, mas nada impede de você fazer uma tentativa. Boa sorte!

Fonte:

Casais inteligentes enriquecem juntos

Gustavo Cerbasi

Editora Gente

Dinheiro não dá em Árvore

Neale Godfrey

Editora Jardim dos Livros

Por Juliana Lopes

Comente