Mala extraviada? Veja o que fazer!

Veja quais os direitos e os procedimentos a seguir na hora de reaver sua bagagem
bagagem extraviada

Foto - Istock/ © Dmitry Berkut

Depois de uma longa viagem nada melhor do que avistar sua bagagem na esteira do aeroporto, esse é um sinal de que você pode se divertir muito no destino escolhido ou descansar na sua cama depois de dias fora de casa.  Mas o que fazer se a mala com todos seus pertences se perde no caminho ou aparece violada?


Quem já vivenciou uma experiência dessa sabe que esse é um dos pesadelos mais temidos dos viajantes, tanto que os problemas com bagagem está na segunda posição no ranking das principais reclamações da Anac - Agência Nacional de Aviação Civil, e os relatos vão de dúvidas a reclamações sobre danos, roubo, perda, furto e extravio de bagagem.

Para os que vão embarcar em breve, infelizmente, não há uma fórmula mágica que impeça que isso aconteça, mas você sabia que existe uma série de direitos que o consumidor tem em relação ao transporte de bagagem?

Providências a serem tomadas

Assim que constatar que a sua bagagem não chegou à sala de desembarque, dirija-se ao balcão da companhia aérea e preencha o Registro de Irregularidade de Bagagem - RIB. Essa queixa também deve ser registrada no escritório Anac dentro do aeroporto.

Apesar da queixa ter o limite de até 15 dias após o desembarque, deixar o aeroporto pode diminuir as chances de conseguir uma indenização. Não conseguiu preencher o RIB? Utilize o SAC via e-mail para documentar sua reclamação.

Para fazer a reclamação você precisará apresentar o comprovante do despacho da bagagem, por isso guarde-o sempre com você. De acordo com o Procon,a companhia aérea é responsável por sua bagagem desde o momento do check-in, ou seja, caso haja algum dano ou extravio você tem direito a uma indenização. 

Faça uma declaração de valores

Identificar a mala é medida básica para evitar dores de cabeça, mas dependendo do que você carrega, vale a pena ir um pouco além. Faça uma declaração de valores da bagagem.

Para quem não sabe, antes de despachar a bagagem é possível declarar o valor estimado dela mediante o pagamento  de uma taxa estipuladas pelas próprias companhias aéreas. Mas é importante lembrar que, nesses casos, as companhias aéreas têm o direito de revistar sua mala e negociar o valor declarado. 

Quantos dias minha mala pode ficar extraviada?

As empresas aéreas têm até 30 dias para devolver seus pertences (pode surtar!), se o voo for doméstico, ou 21 dias para voo internacional, e você tem o direito de receber sua bagagem na cidade e no endereço de sua conveniência, independente se for na origem ou destino da sua viagem. 

Como funciona a indenização?

De acordo com o Código de Defesa do Consumidor, a empresa deve pagar um valor equivalente ao da mala e objetos contidos em seu interior, sem falar em todas as despesas que o cliente venha a enfrentar por conta do extravio da bagagem. Por isso, guarde todos os recibos.

Apesar do Código Civil declarar que o dano deve ser reparado integramente, boa parte das companhias aéreas brasileiras estipulam um limite para o valor de indenização.

Em caso de furto

Além do RIB, explicado acima,faça um boletim de ocorrência na delegacia, mencionando a empresa área, o número do voo, número de cartão de check-in, e mais todos os dados que puder guardar.

Por Paula Perdiz 

Comente

Assuntos relacionados: malas viagem bagagem extraviada