Inadimplentes não irão quitar dívida nos próximos meses

dívida

Shutterstock

Quatro em cada dez (37%) consumidores inadimplentes admitem que não vão pagar suas dívidas nos próximos três meses, segundo uma pesquisa realizada pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil).

O levantamento buscou traçar o perfil do adimplente e inadimplente brasileiro, analisando as causas da inadimplência e o comportamento financeiro dos consumidores.

Quando questionados sobre a principal razão da negativa, 45% dizem que consideram o valor da cobrança abusivo e por isso, nem tentarão negociar com o credor. 36% dos consumidores admitem que o principal empecilho é abrir mão do atual padrão de consumo, e deixar de comprar produtos que lhe interessem.

Na avaliação do educador financeiro do 'Meu Bolso Feliz', José Vignoli, a resistência em cortar despesas e em mudar o padrão de consumo são alguns dos erros mais comuns para quem precisa 'sair do vermelho' e sinalizam a falta de preocupação com o futuro.

Exemplo disso é que quase um quarto (24%) dos inadimplentes admite que costuma deixar de pagar alguns compromissos financeiros para adquirir um determinado produto que gostaria de ter.

Outro dado que reforça a conclusão de que os entrevistados com contas em atraso assumem posturas mais imprudentes é que 18% da amostra deste grupo não têm o hábito de pesquisar preços alegando "falta de tempo".


"A primeira atitude para organizar as finanças pessoais é reconhecer a necessidade de mudar hábitos que colocam o bolso em risco. Dois graves erros são subestimar os pequenos gastos, que passam despercebidos no dia a dia e fazer compras para que as demais pessoas tenham uma imagem positiva ao seu respeito, principalmente, pelas coisas que você possui ou veste. Fazer uma autoavaliação para entender o porquê de não estar honrando seus compromissos financeiros também é fundamental para que a experiência negativa sirva de aprendizado.", orienta Vignoli.

Por Vila Mulher

Comente

Assuntos relacionados: pesquisa inadimplência dívida