Imposto de Renda 2011 - organize-se desde já!

Imposto de Renda 2011  organizese desde já

O tempo das mulheres é marcado pela correria. Correm para organizar a ceia de Natal, para comprar os presentes, para a viagem de férias... Quer um conselho, amiga? Comece 2011 com mais tranquilidade, pelo menos no que diz respeito à declaração do Imposto de Renda. Se você organizar seus documentos desde já, vai facilitar a própria vida e até evitar possíveis problemas com o Leão!

Primeiro passo: separe uma pastinha só para isso, como diz o consultor Jorge Lobão, do Cenofisco (Centro de Orientação Fiscal). "É o mínimo que se pode esperar em termos de cuidados e organização: uma pasta bem identificada para onde devem ser encaminhados os comprovantes do ano".

Não se esqueça que o IR refere-se aos ganhos auferidos no ano anterior à entrega da declaração. Por isso, em 2011 os documentos de 2010 é que serão utilizados.

"Serão necessários os comprovantes das despesas dedutíveis tais como os gastos com saúde, inclusive dentistas, hospitais e clínicas; educação própria ou de dependentes; pensão alimentícia judicial ou por escritura pública; recibos e comprovantes de contribuições previdenciárias complementares; honorários de advogados, engenheiros, arquitetos; comprovantes de doações de bens ou dinheiro; e comprovantes de aluguéis, recebidos ou pagos", diz Lobão.

Ele ressalta que ainda serão necessários o extrato bancário contendo o saldo em 21 de dezembro de 2010; os documentos relativos às aplicações financeiras realizadas (onde constam os rendimentos isentos e não tributados e/ou os tributos exclusivamente na fonte; e o comprovante de rendimentos recebidos de pessoa jurídica e o livro-caixa, no caso de recebimento por pessoas físicas.

Preparando tudo com antecedência, é possível evitar erros comuns cometidos na declaração, como desencontro de informações entre o valor que é declarado e o informado pela empresa à Receita Federal.

"Outro ponto que este ano merecerá maior cuidado é a comprovação dos gastos com as despesas médicas. A Receita está solicitando dos hospitais e clínicas médicas ou odontológicas a chamada DMED (declaração médica) com os gastos realizados pelos contribuintes que serão cruzados com as informações prestadas por eles. Havendo divergência, a declaração poderá cair em malha fina".

Quer outra vantagem em preparar tudo com calma e antecedência? Os primeiros a entregarem o documento poderão ser os primeiros a receberem a restituição, caso tenham direito. "Isso mesmo, embora esta prioridade seja relativa. A primeira preferência é para o idoso, a segunda para que entregar na frente e dentro de um limite de valor para não prejudicar o fluxo de caixa da Receita. A terceira preferência é para aqueles declarantes que possuem despesas médicas relevantes", diz Lobão.

Fundo Municipal da Criança e do Adolescente


Segundo o consultor, o contribuinte que fizer doações ao Fundo Municipal da Criança e do Adolescente sairá ganhando, pois essa ação permite que os recursos que seriam destinados aos cofres da União sejam direcionados diretamente para entidades do terceiro setor. A legislação permite que o contribuinte pessoa física possa abater até 6% do Imposto de Renda devido.

"Mas, para aproveitar esse benefício fiscal na declaração de 2011, as doações feitas ao Fumcad só produzirão efeitos se forem feitas até o final de dezembro deste ano. Não há melhor aplicação. Além de fazer um bem social há uma redução no pagamento do imposto".

Por Adriana Cocco

Comente