Energia elétrica inteligente

Um dos grandes vilões do orçamento das famílias brasileiras vai ganhar um apoio tecnológico eficiente no controle financeiro. Está previsto para o próximo ano a modernização dos medidores de energia do País. A Aneel (Agência Nacional de Energia Elétrica) pretende aprovar a regulamentação para a troca dos modelos analógicos pelos novos digitais nos próximos meses.

Para os consumidores, a grande novidade será poder acompanhar em tempo real os gastos com energia por hora e ao longo do mês. Um grande aliado na redução do consumo de energia e, consequentemente, na conta de luz.

Gerenciar o uso não é a única alteração. Além disso, a Aneel pretende regulamentar a tarifa horária, criando horas mais caras, que no caso seriam as comerciais; e mais baratas: à noite ou durante a madrugada, por exemplo. Isso com o intuito de desafogar o sistema de energia brasileiro.


Alguns testes já estão sendo feitos em algumas cidades do País, como em Minas Gerais, São Paulo e Parintins (AM). Acredita-se que a troca não irá gerar ônus aos clientes, mas ainda não há estimativa do investimento necessário para realizar toda a troca de estrutura das concessionárias de energia elétrica para se adaptarem ao novo sistema.

Por Lívany Salles

Comente