Educação financeira entrará em mais de 1200 escolas

dinheiroeducaçãofilhos

Foto - Shutterstock

A educação financeira já é realidade em diversas escolas brasileiras. Isso, pelo menos, é o que aponta dados da DSOP Educação Financeira. Para 2014, a empresa implantou seu programa de educação financeira em mais de 1200 escolas públicas e particulares, em 20 estados brasileiros.

"Os números são muito positivos, demonstrando um crescimento constante de mais de 100% por ano em escolas privadas. Assim, a expectativa é que o crescimento seja ainda maior, disseminando a educação financeira no Brasil", conta o presidente da DSOP Educação Financeira, Reinaldo Domingos.

Além disso, diversas prefeituras - Goiânia/ GO, Barueri/ SP, Guarujá/ SP e Vitória da Conquista/ BA, dentre outras - também utilizarão o material de educação financeira em sua rede pública de ensino.

Essas escolas e prefeituras se anteciparam à Estratégia Nacional de Educação Financeira (Enef) e à Lei 171/09, que tramita no Senado, sobre a obrigatoriedade da educação financeira em escolas das redes pública e privada de ensino.

O Programa DSOP de Educação Financeira nas Escolas se diferencia pela abordagem do assunto oferecendo cursos de capacitação a professores; palestras e outras atividades a alunos, pais e comunidade no entorno da escola.

"Nós acreditamos que, para que a educação financeira seja realmente efetiva, é preciso que todos que participam do processo entendam sobre o tema, por isso, vamos muito além da simples abordagem dos alunos: colocamos toda a comunidade no processo", explica Reinado Domingos.

Os objetivos da educação financeira nas escolas são:

- Fazer os alunos repensarem hábitos de consumo, substituindo-os por outros mais sustentáveis;

- Ensinar como lidar com as finanças, habilitando-os a fazerem escolhas conscientes de gastos e investimentos;

- Capacitar os alunos a fazerem as melhores escolhas financeiras;

- Prevenir a inadimplência através de educação.

Crianças são muito observadoras e, desde cedo, começam a perceber que o dinheiro tem força. Ao mesmo tempo, crianças e jovens estão expostos às mensagens publicitárias, que estimulam o desejo de ter.

Portanto, importante ensiná-las, o mais cedo possível, de forma lúdica e prazerosa, o quanto é importante ter objetivos, fazer escolhas e que nada é mágico, porém, tudo é possível, desde que o dinheiro seja usado com foco e sabedoria.


Por Vila Mulher

Comente