Economia compartilhada: dividir para somar

Economia compartilhada é um ecossistema socioeconômico construído em torno da partilha de recursos humanos e físicos
Economia compartilhada

Foto - Reprodução/sustainablebrands.com

A economia compartilhada é uma realidade em alguns países europeus e nos estados Unidos, e agora, essa onda vem com força total para o Brasil, como forma de contornar a crise econômica e driblar o alto custo de vida. Mas você sabe o que é economia compartilhada? Isso é nada mais nada menos que um ecossistema socioeconômico construído em torno da partilha de recursos humanos e físicos. Ele inclui a criação, produção, distribuição, comércio compartilhada e consumo de bens e serviços por pessoas e organizações diferentes.


Um dos maiores exemplos que se observa de economia compartilhada em nosso dia a dia são as tão conhecidas e usuais caronas. Ou seja, diversas pessoas que moram ou trabalham próximas e vão para um mesmo destino dividem o espaço no carro. Com isso, há redução do gasto de combustível e estacionamento, que podem ser rateados entre os ocupantes do automóvel. Nos Estados Unidos, é comum as caronas até mesmo entre desconhecidos, tudo para assegurar mais dinheiro no bolso no final do mês!

Os coworkings, ou escritórios compartilhados, ganham mais destaque a cada ano. Para os profissionais, liberais, autônomos e empreendedores, esses espaços de trabalho compartilhados são uma ótima maneira de contar com toda a estrutura que um escritório precisa, porém os custos são bem menores, uma vez que vários profissionais pode dividir o mesmo ambiente.

Para facilitar a vida de quem aposta nos modelos de economia colaborativa, surgiram alguns aplicativos com diferentes finalidades, porém, todos incentivam o compartilhamento e o aluguel de bens e serviços. Confira quais são:

AirBnb (https://www.airbnb.com.br/)

Presente em 90 países e com 17 bilhões de hospedegens, o AirBnb oferece aluguel (inteiro ou parcial) de imóveis.

Dogvacay (https://dogvacay.com/) 

Este aplicativo surgiu em 2012, mas já conta com mais de 10 mil usuários. Ele fornece hospedagens para os pets de estimação quando os donos precisam se ausentar por uns dias por algum motivo.

Fleety (https://www.fleety.com.br/)

Com cerca de 350 usuários cadastrados, esta é a primeira rede do tipo no brail, oferecendo compartilhamento de carros entre pessoas físicas.

Parkingaki (https://www.parkingaki.com)

Este aplicativo promove o compartilhamento de vagas de estacionamento, contando com mais de 400 vagas em cerca de 8 estacionamentos espalhados pelas principais capitais brasileiros, como São Paulo e Rio de Janeiro.

CouchSurfing  (https://www.couchsurfing.com/)

Ninguém fica sem-teto com este aplicativo, que já conta com mais de 9 milhões de membros e oferece um sofá amigo para dormir na casa de alguém, sem pagar um tostão por isso!

Por Renata Branco

Comente