Dinheiro não aceita desaforo - Saia do Vermelho!

Dinheiro não aceita desaforo  Saia do Vermelho

A sabedoria popular já traduziu muito bem a situação na bela e educativa frase: “Dinheiro não leva desaforo”. Quem gasta demais e mais do que pode, tem dor de cabeça depois. Pra sair do vermelho, confira algumas dicas:

Cheque especial não é salário - faça uma coisa para o seu bem, minha amiga: se você não consegue lidar com cheque especial, peça ao seu gerente que reduza o seu limite.

Cartão de crédito - saia dessa vida de “pagamento mínimo” do cartão de crédito, isso é a crônica da ruína anunciada! Na falta de dinheiro para pagar a totalidade da fatura, faça um empréstimo pessoal, que sairá mais barato. Adquira o hábito de controlar com mais freqüência seus extratos do cartão, a cada 10 dias de preferência, e acabe com as compras a prazo.

No papel - quando paramos para anotar tudo que gastamos, seja no papel ou em uma planilha no computador, o “buraco” fica mais claro.

Assuma a fase “mão fechada” - será apenas uma “fase”, passageira se você e sua família cumprirem as regras direitinho. Quando o dinheiro não sobra e as dívidas só aumentam é hora de tomar atitudes radicais, procure os melhores preços em tudo, esqueça por uns tempos que os shoppings existem, troque o celular pós-pago para pré-pago, deixe o cartão de crédito na gaveta temporariamente, elimine qualquer gasto supérfluo, sem subterfúgios emocionais. Compradora compulsiva nunca mais.

Dívidas no alvo - o passo mais acertado depois que o “caldo entornou” é renegociar as dívidas existentes. Converse com o seu gerente do banco e acerte um parcelamento que caiba no seu bolso.

Aliste aliados - a família deve ser informada do seu plano de guerra. Peça ajuda, o apoio de todos será fundamental.

Por Karina Conde

Comente