Dicas para economizar combustível

Dicas para economizar combustível

Não é de hoje que buscamos economizar, nem que seja um pouquinho. Isso é justo, já que temos tantas despesas com água, luz, telefone, mensalidades e etc. Muita gente vive procurando um desperdício para cortar, mas ainda não percebeu que pode diminuir - e bastante - os gastos com combustíveis. Pois é, a economia já começa antes de sair de casa, com uma boa manutenção do seu carro.

"Substitua, de acordo com as recomendações do fabricante, peças muito importantes, porém não muito caras, tais como filtros de ar e de combustível, velas e cabos de velas", ensina Júlio Cézar Drumond, instrutor do "Curso de Mecânica para Mulheres" da CCR Vialagos Concessionária, no Rio de Janeiro.

Os pneus também merecem atenção. Eles devem ser calibrados de acordo com as orientações do fabricante, pois, como alerta o instrutor, "uma pressão de ar baixa desperdiça combustível além de alterar as características de dirigibilidade e diminuir a tração no piso molhado". Ou seja, quem deixar os pneus um pouco murchos, além de gastar mais combustível, corre o risco de sofrer acidentes, em especial nos dias de chuva.

Ligar sempre o ar condicionado aumenta o desperdício de combustível. Então, se você é daquelas que não suporta um ambiente abafado, procure deixar o carro com os vidros ou portas abertas por alguns minutos antes de sair. Agora, se for dirigir numa estrada, feche os vidros sempre que possível, pois andar com eles abertos interfere na aerodinâmica do carro, elevando a quantidade de álcool, gasolina ou diesel necessário. Não se esqueça de se livrar de cargas extras. Elas obrigam o motor a trabalhar mais, e, consequentemente, a "beber" mais.

Dirigir com cautela e conhecer seu automóvel pode poupar dores de cabeça e despesas excessivas. Você sabia que a marcha lenta é uma das grandes vilãs para os motores atuais? Isso mesmo, é melhor dar a partida e desligar o motor quando for preciso que ficar rodando numa velocidade de tartaruga! Portanto, aí vai o conselho de Júlio: procure desligar o motor em paradas acima de 2 minutos.

Se você mora numa metrópole e costuma pegar aqueles congestionamentos intermináveis, atenção. Mantenha distância de outros veículos, evitando acelerar e frear constantemente, o que acaba com os freios e aumenta o consumo de combustível. O certo mesmo é acelerar moderadamente e ir trocando as marchas quando for necessário.

Aliás, descer áreas de declive em ponto morto ou com a ignição desligada é outro errinho frequente dos motoristas. "Nunca faça isso, pois você perde o freio motor e sobrecarrega o sistema de freios, causando superaquecimento, perdendo assim a eficiência dos mesmos", explica o instrutor.

Uma medida bem simples economiza, ao mesmo tempo, combustível, freios e pneus: "Numa desaceleração, deixe que o carro perca velocidade aos poucos, como num semáforo em que você visualiza de longe que está fechado, assim você evita freadas bruscas", diz Júlio.

No posto de gasolina, não permita que o frentista encha demais seu tanque porque, dessa forma, uma parte do combustível será perdida pelo bocal ou pela válvula de alívio. O ideal é encher até o ponto em que a bomba se trave.


Para finalizar, a dica de ouro: use combustíveis de qualidade! Assim, você dificilmente terá problemas com o motor, além de economizar. Afinal, é melhor pagar um pouco mais caro num local de sua confiança que se arriscar a ficar na mão no meio da rua por ter escolhido um combustível mais barato, porém ruim e de baixo rendimento. O cálculo do custo benefício, nesse caso, faz todo sentido. O carro e o bolso agradecem.

Por Priscilla Nery (MBPress)

Comente