Dicas de como preparar a casa para venda

Dicas de como preparar a casa para venda

Preparar a casa para venda não é tão simples quanto se pensa. São necessários vários truques para impressionar o possível comprador. A diretora comercial Roseli Hernandes, da empresa Lello Imóveis, fala o primeiro passo a ser tomado: "Para a realização de um negócio seguro, o vendedor de um imóvel deve procurar uma empresa ou profissional credenciado (com CRECI). Ele poderá citar todos os procedimentos necessários para a venda, avaliar corretamente o imóvel e ajudá-lo na divulgação."

A maioria dos imóveis usados para venda geralmente estão ocupados, sejam pelos proprietários ou inquilinos. No caso dos imóveis vagos é necessário que ele se mantenha limpo, com boa iluminação e sem móveis velhos jogados pelos ambientes. Já para os imóveis ocupados, as dicas são manter a casa organizada e limpa e os animais presos durante a visitação. Isso cria um ambiente agradável para causar uma boa impressão ao pretendente à compra de seu imóvel.

Problemas de manutenção devem ser resolvidos antes da visitação. "Um exemplo são as paredes com umidades, vazamentos etc", orienta. Roseli também explica que é necessário expor todos os aspectos que o comprador deve saber. "A transparência das informações é sempre o melhor caminho para se obter uma transação imobiliária segura, tranquila e rentável. O que é um incômodo para uma pessoa pode não ter relevância para outra", lembra.

Portanto, é uma obrigação do proprietário e do corretor que estiver negociando o imóvel manter o comprador sempre muito bem informado sobre o imóvel (metragem, ambientes, valor de IPTU, de condomínio, etc). No caso de apartamento o interessado deve saber tudo sobre o prédio, como área de lazer e ano de construção. Se for casa, o cliente deve saber sobre vizinhança, movimentação e segurança.

"Sobre a região no entorno, o corretor e o dono do imóvel devem descrever a região, o bairro, a infraestrutura que ela oferece, transporte público disponível, vias de acessos, etc. Enfim, verificar a necessidade do comprador e, em cima disso, destacar as vantagens que aquele imóvel reúne para aquela determinada necessidade", diz Roseli.

O que influencia bastante na decisão do comprador, é como a casa está, ou seja, se está bem arrumada e limpa. "O ideal é manter as coisas organizadas, retirar objetos pessoais, principalmente objetos relacionados à crença, religião ou fanatismo pessoal, e deixar o imóvel o mais neutro possível", sugere a diretora comercial.


Roseli conta ainda que uma pintura com certeza vai causar uma melhor impressão ao comprador. Porém, cuidado com as reformas. "É preciso ter bom senso e avaliar o que realmente deve ser melhorado no imóvel, o que está ruim e quebrado deve ser trocado e melhorado. Exemplo: um piso quebrado deve ser trocado, mas um piso em bom estado não vale a pena trocar, pois ele pode não ser do gosto do futuro morador, mesmo que seja novo".

O importante é deixar o imóvel com um bom aspecto, mas não espere obter um melhor valor no imóvel em função do que você gastar na reforma. "Neste caso, o que você vai ganhar, com certeza, é velocidade na venda."

Por Caroline Belleze Silvi (MBPress)

Comente