Dia dos namorados dentro do orçamento

Dia dos namorados dentro do orçamento

Aproveitar o Dia dos Namorados sem quebrar o orçamento. Um desafio e tanto, não é mesmo? Aliás, esse pode ser um bom momento para conversar sobre finanças. O diálogo sobre o assunto deve ser o mais aberto possível, mas não uma intimação ou uma cobrança. O assunto deve fazer parte do cotidiano do casal de forma natural.

Na relação a dois, a percepção de necessidade material costuma ser muito diferente. Mais um motivo para a comunicação sobre o assunto antes de frustrar-se ao dar um celular de presente e receber uma rosa colhida no jardim.

Já para celebrar a data, para que não ocorra nenhum estresse, o site Finanças Práticas (www.financaspraticas.com.br) dá dicas para não estourar o orçamento. Em primeiro lugar, é preciso incluir na planilha de gastos todas as despesas previstas: transporte, estacionamento, os custos do passeio (jantar, almoço, show, cinema...). Se for viajar, então, atenção redobrada nos gastos extras.

Nesta ocasião, podem ser revistos também os gastos diários para que a programação de viagens, passeios ou a troca de presentes não pese ainda mais. Se a intenção é fazer um planejamento futuro, pode-se até pensar em uma poupança ou conta conjunta.


Ainda segundo o site, "manter uma economia estável exige um esforço conjunto e, especialmente, a organização e determinação de prioridades. Os casais também podem aproveitar promoções e sites de compras coletivas ou reconsiderar o número de vezes que irão jantar fora por mês - combinando alguns jantares em casa, à luz de velas, por exemplo".

Por Lívany Salles

Comente