Decorar e reformar a casa sem estourar o orçamento

Reformar a casa sem estourar orçamento

Um dos itens que mais assustam as pessoas no quesito economia é justamente a decoração ou reforma de casa, que parece rimar com despesa elevada. Posso garantir que, com planejamento e pesquisa é possível fazer do lar um ambiente gostoso, confortável e que irá render elogios tanto dos moradores quanto das visitas. Para que esta satisfação aconteça sem destruir as finanças é bom levar em conta alguns fatores importantes:

- Analise criteriosamente o que você quer para o ambiente, seja um cômodo ou mesmo a casa toda. Qual a idéia fundamental, qual o estilo, o que você realmente deseja. Um erro comum é ir comprando materiais simplesmente porque o preço está convidativo sem levar em conta o objeto ou material no contexto maior que é a decoração e seu bem estar. Faça uma lista de tudo o que vai ser feito para assim não gastar desnecessariamente.

- Pesquise nas lojas de materiais de construção e decoração, tanto indo nas lojas físicas quanto na pesquisa via internet. Por vezes um mesmo produto entra em promoção numa rede e chega a ter reduções de até a metade do preço. Lembre que pagamento à vista merece desconto, e se a loja não fornecer descontos, simples: procure outra.

- Se for parcelar o valor do material de construção ou dos móveis, faça isso buscando parcelamentos sem juros, que são oferecidos nos cartões de crédito. Isso é importante porque além da despesa da compra de material você poderá ter outros custos como o de mão de obra, custos estes que dificilmente são parcelados - para não gerar dívidas descontroladas.

- Um erro comum é querer substituir materiais por similares mais baratos - cuidado com isso. Se a prescrição atende a um determinado tipo de revestimento, siga a prescrição para não ter problemas futuros com qualidade e segurança de materiais. A casa tem que ser, acima de tudo, um ambiente seguro. Não economize na segurança e qualidade dos materiais na obra, principalmente em encanamentos, estrutura elétrica, fundações, para que o barato não saia extremamente mais caro posteriormente.

- Quando se trata da compra de móveis e utensílios para decorar, vale analisar a melhor relação custo benefício levando em conta a durabilidade. Sofás, estantes, tapetes, camas precisam ser resistentes, capazes de durar pelo menos cinco anos e com facilidade de manutenção; se os produtos não parecem ser capazes de durar todo este tempo vale esperar mais e comprar algo durável e confortável - é o seu bem estar em jogo.

- Leve em conta o seu estilo e o de sua família para acertar o que vai ser feito seja na reforma ou na decoração do lar. Famílias grandes que curtem descontração e informalidade vão se sentir desconfortáveis num ambiente clássico e formal, que requer muita manutenção. Já se o seu estilo é mais formal e privilegia materiais caros, compre aos poucos o que deseja e não caia na tentação de querer "forçar sua natureza" e acabar em um ambiente simples demais para o seu bem estar.


A orientação de profissionais como engenheiros e arquitetos é fundamental para orientar você a fazer da sua casa um ambiente seguro e confortável - por vezes as dicas dos profissionais ajudam a criar soluções adequadas capazes de resultar numa economia em compra de materiais e o uso mais racional do ambiente. Se tiver dúvidas procure profissionais adequados para te ajudar a fazer da sua decoração ou reforma um sonho tornado realidade, sem gerar problemas financeiros para você e sua família.

Suyen Miranda é publicitária e consultora de finanças pessoais, atuando no Brasil, Mercosul, Portugal e Angola. Já foi consumidora compulsiva voraz e tornou-se poupadora e empreendedora, e acredita que toda mulher pode e deve ser autônoma e independente financeiramente. suyen@suyenmiranda.com.br

Comente