Copinhos de fubá gourmet rende bons negócios

Copinhos de fubá que valem ouro

Foto: Divulgação

Uma ideia criativa, orientação correta e muito planejamento. Unindo esses três pilares o empresário Joaquim Pedro Paes Leme criou a Juca Fubá, empresa que fabrica copinhos comestíveis. Feitos de fubá, eles podem receber os mais diferentes recheios. Inclusive de feijoada!

"Servimos como aperitivo numa feijoada e foi muito elogiado. Desfiei as carnes e coloquei um pouquinho da couve por cima. Ficou Excelente!", conta Fabiana Paes Leme Inocente, prima e sócia da empresa, localizada em Niterói, Rio de Janeiro.

Copinhos de fubá que valem ouro

Foto: Divulgação

A família conheceu os copos de fubá durante uma viagem. Numa parada para almoçar num pequeno restaurante em Florença, foram servidos uns cubinhos de polenta com recheio de funghi. "Já saímos de lá pensando em como poderíamos melhorar a receita, sua forma etc.", lembra a sócia.

Copinhos de fubá que valem ouro

Foto: Divulgação

Quando chegaram ao Brasil começaram a amadurecer a ideia. Para isso contaram com a ajuda do SEBRAE, que deu orientações sobre como proteger a ideia e todo o maquinário criado pela própria família para uma produção em série. Fabiana acrescenta: "O SEBRAE subsidiou 90% de toda avaliação técnica do produto feito pela EMBRAPA, como valores nutricionais, análises microbiológicas etc.".

Copinhos de fubá que valem ouro

Foto: Divulgação

Os copinhos criados para servir canapés pesam 14g, medem cerca de 4 cm e possuem quatro formatos: redondo, quadrado, triangular e ovalado. "O primeiro recheio que fizemos foi com creme de aspargos para amigos e foi um sucesso tão grande que incluímos no bufê que tínhamos na época. Depois usamos gorgonzola, funghi, camarão e até um doce, com recheio de maçã ou banana caramelada" , conta a sócia da empresa.

Copinhos de fubá que valem ouro

Foto: Divulgação


A Juca Fubá não possui uma loja, mas uma cozinha industrial, onde hoje é feita toda produção e distribuída aos clientes finais, que são supermercados, delicatessen, bares, restaurantes e bufês do Rio de Janeiro e de São Paulo.

Fabiana adianta os planos para a empresa: "Por enquanto, só fazemos os copinhos para rechear, mas já temos a expectativa de desenvolver uma linha de recheio própria, entre outros produtos. Outra meta é vender para todo o Brasil."

Por Juliana Falcão (MBPress)

Comente