Consumidores insatisfeitos reclamam na web

Consumidores insatisfeitos reclamam na web

As empresas andam bastante preocupadas e de olho na esfera virtual. E não é por menos. Recentemente, alguns vídeos de consumidores insatisfeitos foram parar no YouTube e, para surpresa de muitos, contaram com um número de visitas bastante expressivo.

Atualmente as coisas andam assim: se o problema não for solucionado pelo serviço de atendimento ao cliente, a empresa corre o risco de ter a reclamação espalhada na web, com direito a muitas visualizações e comentários. Uma péssima propaganda, não é mesmo?

A web deu voz para pessoas como Oswaldo Borrelli, que reclamou de uma geladeira e o vídeo virou uma sensação da Internet. De janeiro até final de março deste ano foram quase 750 mil acessos. E basta digitar a palavra "reclamação" no YouTube para ver que ele não está sozinho.

Mas as empresas estão de olho vivo em cima desses internautas. Tudo para o bem de ambos. O monitoramento online é hoje uma tendência de grandes empresas, que observam os clientes que falam sobre os seus produtos em sites e redes sociais. Estreitar laços com o consumidor é uma ferramenta fundamental nesse novo modo de consumir e expor problemas.


Por Lívany Salles

Comente