Já pensou em participar de um consórcio?

Já pensou em participar de um consórcio

Se você possui um perfil de poupadora e gosta de planejar a aquisição de bens a médio ou longo prazos, participar de um consórcio pode ser uma boa alternativa. E, olha, a presença das mulheres nesse tipo de negócio vem aumentando bastante, e não somente nos consórcios tradicionais para compra de carros, eletroeletrônicos ou imóveis. O setor de serviços vem com tudo nesta área, atendendo até demandas para estética, casamento, educação e viagens!

Bom, para quem não sabe como o negócio funciona, o sistema de consórcios é uma modalidade de acesso a bens como automóveis, motos, imóveis e serviços baseada na reunião de pessoas com o objetivo de formar uma poupança comum destinada a aquisição destes itens. Na prática é o seguinte: os consorciados, também chamados cotistas, contribuem com parcelas destinadas à formação de poupança comum. Todos os participantes do grupo têm assegurado o direito de utilizar essa poupança para a aquisição do bem ou serviço, de acordo com as regras previstas no contrato. Ou seja, as contribuições pagas ao grupo destinam-se, periodicamente, a contemplar seus integrantes com crédito que será destinado à compra. Portanto, consórcio é a arte de poupar em grupo.

"Trata-se de um autofinanciamento e, entre as vantagens, está a inexistência da cobrança de juros. É claro que é necessário pagar uma taxa de administração, mas a média deste valor é de 0,25% ao mês - para um consórcio de 60 meses -, o que dá 3% ao ano, bem abaixo dos juros atuais", diz Paulo Rossi, presidente da Associação Brasileira das Administradoras de Consórcios (Abac).

Ele explica que a cada mês os cotistas podem ser contemplados por sorteio ou lance. "Após a realização do sorteio, admite-se o oferecimento de lance, que nada mais é do que a oferta de recursos mediante utilização de parte do valor do crédito previsto para distribuição".

Paulo Rossi exemplifica. "Na verdade, tudo depende daquilo que foi estipulado no contrato. Mas, vamos supor um consórcio de automóvel válido por 60 meses, com 300 participantes. Poderíamos ter cinco contemplados todos os meses".

Números

Planejar-se financeiramente com a utilização dos consórcios parece mesmo estar atraindo as mulheres.

Segundo Paulo Rossi, as mulheres também vem demonstrando interesse nos consórcios de serviços, que registraram crescimento de 114,6% no número de participantes. Do total de contemplados que já utilizaram seus créditos, 30% foram em Saúde e Estética, 10% em Eventos e Festas, 5% em Viagens e Turismo, 2% em Educação e 53% em outros tipos de serviços, como projetos de arquitetura e paisagismo.


Cuidados

Antes de entrar em um consórcio, é preciso tomar alguns cuidados.

"O primeiro, é verificar se a empresa é autorizada pelo Banco Central do Brasil, por meio do www.bcb.gov.br e buscar informações também na Abac, por meio do www.abac.org.br. Além disso, é importante pesquisar as taxas de administração cobradas e ler todas as cláusulas do contrato antes de aderir", diz Paulo Rossi.

Por Adriana Cocco

Comente