Como fazer bom uso do cartão de crédito?

Como fazer bom uso do cartão de crédito

Essa história de andar por aí com muito dinheiro no bolso não existe mais. Além do cartão de débito, outra facilidade que temos hoje é o cartão de crédito. Já que nem tudo o que queremos comprar é possível pagar à vista, recorremos a este benefício para garantirmos a aquisição de determinado bem que estamos de olho há tempos ou que necessitamos com certa urgência.

Porém, fazer bom uso do cartão de crédito não é uma tarefa tão simples quanto parece. Por termos a facilidade de pagar depois, muitas vezes nos descontrolamos e esquecemos que a conta vai chegar em nossa casa e vai precisar ser paga mais cedo ou mais tarde. Segundo o economista Henrique Puccini, também gerente de conteúdo da empresa Humantech, não existe uma fórmula na hora de definir o valor do crédito. Tudo vai depender da renda de quem possui o benefício.

"O ideal é ter um ou dois cartões de bandeiras mais conhecidas e amplamente aceitas. Assim fica possível centralizar gastos", comenta. "O uso de mais de um cartão permite ainda que o cliente possua um limite mais amplo, o que pode garantir compras mais rápidas e de valores mais elevados, sem burocracia de varejistas ou lojas diversas", completa.

Henrique acredita que o famoso "dinheiro de plástico" é um grande aliado na aquisição de produtos com valor abaixo do mercado e em liquidações de final de ano, tanto em roupas como em móveis ou itens de reforma. "Neste caso, além de comprar com desconto, você ainda ganha no prazo, evitando, em muitos casos, o uso de cheques".

Quando a compra é feita fora do período de queima de estoque, o economista lembra que o usuário consegue comprar o bem parcelando sem os juros. Mas pondera: "Certamente o juros e demais taxas estão inclusos de alguma maneira no valor do produto, mas sempre vale a pena negociar. Se na hora não conseguir aquele desconto à vista, use o cartão e aproveite os dias", aconselha.

Quem faz uso de cartões de crédito está de olho também nos benefícios gerados por meio dos programas de relacionamento, que há anos movimenta e garante este mercado. "Há famílias que pagam todas as contas no cartão e aproveitam as milhas para a viagem do final de ano, por exemplo", lembra Henrique. "Também é aceito em todos os ambientes, como bares, hotéis, mercados e até hospitais. Portanto, vale consultar o site da empresa, ir ao banco, falar com sua gerente e negociar sempre, principalmente a anuidade. A partir disso, converta seus gastos em compras diversas e outros itens."

Data de vencimento do cartão

Os cartões de crédito oferecem ainda outros benefícios, como prazos que vão de 30 a 40 dias para pagar as compras de acordo com o dia de compra e a data de vencimento da sua fatura. "As melhores datas para usar o cartão são cinco ou 10 dias antes da data de vencimento da fatura. Por exemplo: se sua fatura vencer todo dia 11, as compras realizadas no dia 01 ou 06 só serão cobradas no mês seguinte", explica Henrique.


Na hora de definir a melhor data de vencimento, escolha uma que seja próxima do seu principal recebimento, se você for um profissional assalariado ou prestador de serviço. E o economista aconselha: não gaste mais do que ganha. "Os juros do cartão de crédito são nocivos e crescem muito mais rápido do que podemos arcar. Vale destacar ainda que o valor oferecido no cartão não faz parte do seu rendimento. Assim, nunca atrase ou pague o valor mínimo do cartão, é uma ação que pode causar muitos problemas e sua divida invariavelmente aumenta."

Por Juliana Falcão (MBPRess)

Comente