Como equilibrar as contas mensais sem sofrer muito...

dinheirocontas

Foto - Shutterstock

Para muita gente a ideia de controlar as contas mensais parece algo distante e complicado. É fácil entender o porquê: a maioria de nós não teve um aprendizado de como usar o dinheiro tanto na escola quanto em casa, e acabamos aprendendo observando como as pessoas lidam com o recurso financeiro - e na grande maioria das vezes não lidam, deixam acontecer, que é a principal causa do descontrole financeiro.

Mas é possível sim definir como gastar, desde que tomemos alguns cuidados que vão trazer melhor controle e ainda de troco a possibilidade de pouparmos um bocadinho.

6 dicas para equilibrar as contas mensais

1. Listar tudo o que se gasta ao longo de um mês para tanto identificar onde o dinheiro está indo como para saber o que é possível cortar ou reduzir. Com certeza existirão gastos que podem ser diminuídos ou ainda eliminados para gerar uma sobra.

2. Ter claramente um valor do recebimento mensal - sua receita - para não ficar na suposição de quanto irá ser o "dinheiro do mês". Muita gente aqui se engana calculando não o valor líquido, que é o que sobra após o pagamento de tributos, mas o bruto, e com isso a conta não fecha. O ideal, mesmo, é calcular o líquido com a diferença de 5% por conta das despesas de manutenção de conta corrente ou outros gastos que existam na conta.

3. Estabelecer tetos de gasto de determinados itens de consumo. A sociedade brasileira é uma das que mais desperdiça, seja alimentos, roupas, água ou energia, e isso se deve ao fato de não usarmos totalmente o potencial que dispomos. Calcule um valor máximo para o supermercado mensal, outro valor para perecíveis, outro para consumo de energia elétrica, água, e se por acaso houver um uso excessivo, policie-se para que no mês sequente seja um consumo menor.

4. Para quem não tem um salário fixo e o recebimento é variável, o cuidado é ainda maior: como não dá para contar com algo garantido, vale reduzir bem os gastos, "cortar na carne", como dizem, por alguns meses de modo a gerar um colchão de segurança, uma reserva técnica que possa garantir as contas em caso de problemas que não permitam que seu trabalho ocorra tranquilamente - viagens, problemas de saúde ou outros imprevistos.

Quem não tem um salário garantido tem também a vantagem de poder fazer o salário trabalhando mais, diversificando, mas é preciso poupar porque há quem faça muito dinheiro mensalmente, mas tem gastos altos que consomem toda a renda.

5. Defina objetivos a alcançar para serem suas metas motivadoras para economizar e mudar hábitos. Se pretende no fim do ano viajar ou fazer uma festa inesquecível, pense em como fazer isso, calcule uma estimativa de custos e veja onde pode reduzir despesas para poupar visando a realização deste sonho. Com certeza sua motivação será maior para esta mudança porque o resultado será a concretização do seu desejo - algo que ajuda a lidar com eventuais desconfortos.

6. Lembre-se que o orçamento é algo feito por você a partir de suas escolhas. Se considerar que o padrão de vida atual está muito alto, ou fora do que seja possível manter no momento, considere seriamente mudar radicalmente alguns aspectos em prol de um melhor controle financeiro.

Pode ser que estas mudanças impliquem em desconforto para você ou para os seus entes queridos, mas se puderem gerar condições de sanar dívidas, equilibrar seu orçamento e trazer melhor equilíbrio financeiro, tome a atitude de mudar, explique o porquê das mudanças aos familiares e compartilhe esta questão de modo que todos possam ajudar.

A família unida com foco em economizar conscientemente torna-se um time de economia. Una todos em prol de um objetivo e verá que é um aprendizado imenso para todos. Pense nisso!


Suyen Miranda é publicitária e consultora de finanças pessoais, atuando no Brasil, Mercosul, Portugal e Angola. Já foi consumidora compulsiva voraz e tornou-se poupadora e empreendedora, e acredita que toda mulher pode e deve ser autônoma e independente financeiramente. Contato: suyen@suyenmiranda.com.br

Comente

Assuntos relacionados: dinheiro contas