Como comprar em leilões online

Boas compras em leilões online

Foto: FreeDigitalPhotos http://bit.ly/JHVdLe

Comodidade e praticidade são alguns dos motivos que vêm atraindo muitos consumidores para os sites de leilões online. Isso mesmo! Em vez de levantar a mão para fazer o lance, basta um clique. E no lugar da tradicional martelada, um relógio virtual é responsável pela definição do vencedor.

Os leilões na internet tornam-se cada vez mais populares. No Brasil, alguns dos sites com grande volume de empresas e credibilidade no mercado são Superbid, Sold, Zukerman, Sodré Santoro, Leilões Judiciais, Central de Leiloeiros e Milan Leilões. Apesar de existirem outros, estes são os principais que movimentam milhões de reais todos os meses.

Eles são ferramentas de suporte aos leiloeiros oficiais que atuam fora de seu estado e é supervisionado pela Junta Comercial Estadual. "Trata-se de um portal de negócios que é iniciado muito antes do leilão presencial (aproximadamente 15 dias antes)", explica Silvio The Freitas apresentador do Leilão na TV e consultor do The Freitas Consultoria.

Televisão, videogames, veículos leves e pesados, notebooks, obras de arte e muitos outros produtos estão disponíveis para que a pessoa arremate. E a vantagem é que eles custam uma pequena pechincha. "Cabe ao comprador ser conhecedor da categoria que se dispõe a disputar. É fundamental tal conhecimento para avaliar valor de mercado versus ofertas", orienta Freitas.

Os leilões são criados, geralmente, por bancos, seguradoras de veículos ou empresas de créditos. Sendo assim, imóveis e carros são leiloados 60% abaixo do valor de mercado, pois foram apreendidos e a intenção da empresa é apenas recuperar o valor do bem. "É importante a visitação presencial para análise das condições do bem antes de sua compra. Caso não seja possível, por estar em um estado diferente do local da realização do leilão, verifique as referências de pessoas que adquiriram bens nos leilões e a confiabilidade do mesmo", ressalta o consultor.

A cada lance efetuado, abre-se o prazo de três minutos para aguardar o próximo lance. O valor fica visível com o nickname do participante que inseriu o maior lance em destaque. Esse lance só é válido quando o valor é aceito pelo sistema. "A maioria dos leilões online possuem simuladores de lances para que você treine o funcionamento da ferramenta propriamente dita. Cada leiloeiro trabalha com características próprias em seu portal", descreve Silvio.

Ele garante que vale a pena treinar antes da aventura para evitar riscos. Outro ponto importante é sempre ler o edital do leilão. Nele constam todas as regras e condições para o arremate. "Se der o lance e não formar o pagamento você corre o risco de pagar uma multa de até 20% do valor arrematado. Isso é uma grande dor de cabeça", informa.

Quando a pessoa arremata o bem, o leiloeiro devidamente credenciado é único que pode, oficialmente e dentro da lei, gerar um comprovante de arremate e a nota de venda, após o pagamento. "Os leilões de centavos trata-se de um jogo, apesar dos mesmos não admitirem como tal, e não há as garantias. Bem diferente dos leilões oficiais, que possuem a compra de créditos", garante o apresentador.

E tome cuidado! Nem todos os portais que se denominam leilões online realmente são. Para não se enganar, verifique a credibilidade do leiloeiro nas Juntas Comerciais de seu Estado e pesquise junto a órgãos de proteção ao consumidor para se informar se existem reclamações. "Faça uma pesquisa na internet a respeito dos mesmos, pois leilão sempre será sinônimo de vantagem para quem compra e liquidez para quem vende", diz Silvio.


Para participar a pessoa precisa ser maior de 18 anos, credenciar-se com antecedência e receber aprovação de crédito antes do dia do leilão. Depois destes procedimentos, ocorre a liberação para que o internauta crie seu login e senha.

Por Stefane Braga (MBPress)

Comente