Caso Zara: você vai deixar de comprar a marca?

Caso Zara você vai deixar de comprar a marca

O assunto do dia no mundo fashion é o mesmo das páginas policiais. A Zara foi alvo de uma fiscalização em suas fábricas aqui no Brasil e apurou que muitos dos empregados em suas confecções trabalhavam em condições precárias e até de escravidão.

As informações são de uma matéria publicada pelo site da Repórter Brasil, que contou que o quadro encontrado pelos agentes incluía contratações completamente ilegais, trabalho infantil, condições degradantes, jornadas exaustivas de até 16h diárias e cerceamento de liberdade - pela cobrança e desconto irregular de dívidas dos salários e pela proibição de deixar o local de trabalho sem prévia autorização.

Vale lembrar que a marca de fast fashion espanhola é o assunto da vez, mas diversas outras marcas já se envolveram em escândalos semelhantes. Tanto aqui no Brasil, como aconteceu com a Pernambucanas, como foram com marcas poderosíssimas como a Nike e GAP.

O fato é que esse tipo de problema é antigo, só que agora com a informação mais acessível para todos fica mais fácil dos consumidores ficarem sabendo e então tomar uma atitude a respeito. Um exemplo diferente, mas também polêmico foi o que aconteceu recentemente com a Arezzo que sofreu fortes críticas por conta da sua aposta em peles de animais exóticos na nossa nova coleção. Foram tantos protestos que os produtos foram retirados das lojas.

E você, o que pensa disso? Deixa de comprar em lojas e produtos de marcas envolvidas em escândalos como este?

Por Larissa Alvarez

Comente

Assuntos relacionados: moda fashion nike arezzo pernambucanas gap