Cartão de crédito de garrafas pet

Cartão de crédito de garrafas pet

Foto: divulgação

A preocupação com os recursos naturais, que hoje estão bem escassos, tem feito muita gente refletir e fabricar vários objetos com materiais recicláveis. Mas, você já viu cartões de crédito feitos com garrafas pet?

Não é brincadeira, não. O primeiro projeto a utilizar os cartões foi o "Amazônia Sustentável Bradesco MasterCard", como conta Fernando Castejon, presidente da IntelCav, empresa responsável pela fabricação dos plásticos mais ecológicos. "O projeto começou a ser desenvolvido em 2008, com o propósito de fazer um produto alinhado com a visão de responsabilidade socioambiental da IntelCav".

O novo produto, que alcançou a marca de 100 mil unidades em janeiro deste ano, traz benefícios ao meio ambiente. Estudos indicam que a produção de 10 mil cartões retira da natureza aproximadamente 832 garrafas pet de 2 litros. "Outro benefício é que ele não contém halogênios (como o cloro) em sua composição, sendo menos agressivo ao meio ambiente que o cartão tradicional", afirma o executivo.

O cartão feito com garrafas pet é dos itens da linha de produtos ecológicos da IntelCav, que contém os cartões Biodegradáveis, o PET G e os cartões feitos de PVC Reciclado. A empresa ganhou o "Prêmio ECO 2009" (criado para reconhecer companhias que adotam práticas sustentáveis) por causa da iniciativa.

Já pensou em quantas garrafas podem ser reutilizadas se outras empresas também investirem na ideia? E isso pode, de fato, acontecer. Há previsão de outros projetos com material reciclável em pouco tempo. Recentemente, foi produzido um novo lote para os cartões de benefícios da EcoAplub, do Grupo Aplub - uma das maiores empresas de previdência privada no Brasil - e muitas outras já demonstraram interesse em fazer o mesmo.


Fernando comemora o desenvolvimento dos cartões ecologicamente corretos. "Além de agredir menos à natureza, esses cartões incentivam uma mudança de atitude em relação à preservação do meio ambiente e geram inclusão social, uma vez que apoiam a prática das cooperativas de coleta de garrafas pet". Produtos assim trazem vantagem tanto para as empresas como para a sociedade em geral e provam que é possível aliar consumo com sustentabilidade. Mesmo.

Por Priscilla Nery (MBPress)

Comente