Carinhas Personalizadas - exemplo de empreendedorismo

Não sou do tipo que tem relacionamento

Foto: Divulgação

Imagine um negócio de sucesso começar quase como uma brincadeira. Incrível, não? Foi o que aconteceu com Melina Pettendorfer. Ao atender um pedido da sua cunhada, que acabara de se tornar mãe de gêmeos, Melina criou duas carinhas que representavam os sobrinhos. Assim nascia a Carinhas Personalizadas, há quatro anos.

Melina é designer gráfica, mas nunca tinha trabalhado com desenhos. "Quando a minha cunhada me pediu para desenhar os gêmeos eu quis sair do convencional. Queria algo que fugisse dos ‘bonequinhos palitos’. Pensei em desenhar algo mais elaborado, que incluísse os traços das crianças", lembra a designer.

Depois de algum tempo outros amigos passaram a pedir mais desenhos. Para divulgar o novo trabalho, Melina decidiu criar o blog. Hoje as Carinhas são estampadas em almofadas, canecas, garrafas, bolsas, convites, lembrancinhas e onde mais sua imaginação desejar.

Parte importante de um negócio que está nascendo é a pesquisa de mercado. No caso da Carinhas Personalizadas, esta etapa não foi tão indispensável. A designer explica o motivo: "Já nos inserimos oferecendo um produto bem específico: o desenho de carinha. Somente após alguns meses é que começamos espontaneamente a conhecer outros ilustradores e empresas que trabalhavam com personalizados. Mas como a demanda surgiu rapidamente pelo tipo de desenho que nós estávamos fazendo não houve essa preocupação de estudar o mercado no início".

Quem está pensando em se lançar no mercado não deve ignorar esta etapa. Ela pode servir como respaldo para evitar vários erros, determinar o rumo da empresa e evitar a temida falência, muito comum antes mesmo do aniversário de um ano da empresa.

Saiba qual é o seu diferencial em relação aos concorrentes. A Carinhas Personalizadas, por exemplo, oferece desenhos bem especiais, feitos com um traço e tipo de colorir já bem característicos. Melina acredita que seu trabalho é reconhecido pela qualidade e estilo dos produtos que ela oferece. "É muito comum pessoas comentarem que viram em uma festa nosso desenho e que as Carinhas são inconfundíveis mesmo que algumas pessoas tentem fazer ‘imitações’", conta a designer.

Uma ideia inovadora foi realizar campanhas em datas comemorativas, como Dia dos Namorados. "Trouxemos essa tendência das agências de marketing que trabalhamos anteriormente e percebemos ao longo desses quatro anos outras empresas, que até então faziam caricaturas ou desenhos personalizados, seguirem este caminho também", observa Melina.

A designer atribui o sucesso da Carinhas Personalizadas à boa relação entre cliente e criadora. Melina acredita que este laço carrega ainda mais de emoção o trabalho que realiza. "Acreditamos que o sucesso da loja está intimamente ligado ao sentimento, tanto é que nós colocamos cada trabalho no blog. Estamos caminhando para ter mil pessoas retratadas como Carinhas."

Como dica para quem está começando um novo negócio, virtual ou físico, Melina diz: "O sentimento sobre aquele produto ou serviço deve vir em primeiro lugar e é essa força que vai fazer o negócio seguir em frente. Não se prenda muito a questões mercadológicas, aquelas que dizem respeito ao lucro, aos números etc.".


Ela completa: "Fique de olho nesses pontos, claro, mas faça com paixão e entusiasmo que os números vão contar a seu favor naturalmente. Dividimos muitas dicas e bate-papos também através dos nossos artigos publicados no site ‘Assim, sim!’.

Melina e seu sócio e esposo, Raphael, acreditam que ter um produto criativo, uma identidade visual bem trabalhada, muita garra para trabalhar e muita vontade de fazer diferente dos outros são qualidades que têm tudo para levar um negócio ao sucesso!

Por Bianca de Souza (MBPress)

Comente