Cadastro positivo cria lista de bons pagadores

Uma lista de bons pagadores, com o histórico de pagamentos realizados. Essa é a proposta do cadastro positivo, que foi aprovado na semana passada pelo Senado e aguarda a aprovação da presidenta Dilma Roussef.

Até o momento, o Brasil não possui uma referência para os que estão com a conta em dia. Existem apenas as listas de inadimplência, dos órgãos SPC (Serviço de Proteção ao Crédito) e Serasa. Em nota, o gerente-executivo da Unidade de Política Econômica da Confederação Nacional da Indústria (CNI), Flávio Castelo Branco, afirma que esse sistema não diferencia os consumidores. "Hoje, o bom pagador que atrasa apenas uma conta possui tratamento igual ao que não paga nenhuma das suas contas".

Com a medida, a expectativa é a de que haja uma distribuição mais justa dos custos de financiamento, beneficiando os consumidores pontuais com juros menores. "O Cadastro Positivo é fundamental para que se tenha um custo para o tomador que reflita efetivamente o risco daquele tomador. Os bons pagadores terão um custo menor porque representarão um risco menor", ainda de acordo com a nota.

Cada consumidor vai ter que autorizar, previamente e por escrito, a inclusão do seu nome no cadastro positivo.

Por Lívany Salles

Comente