Aulinha básica de economia para fashionistas

Aula de economia para fashionistas

Foto: Reprodução

Imagine como seria difícil passar um ano sem comprar nenhuma peça de vestuário: 365 dias em sapatos. Largar os vestidos e as saias, esquecer a liquidação de casacos, enfim, nem olhar as vitrines e conseguir economizar.

Foi exatamente isso que Joanna Moura fez. No dia 03 de março de 2011, a publicitária decidiu que mudaria de vida. A moça começou criando um blog que serviria de diário para a sua epopéia. Foi aí que nasceu o "Um ano sem Zara". No terceiro mês de 2012 o desafio chegou ao fim. Joanna abriu o coração e revelou o que aprendeu neste longo período.

Ao ser questionada sobre quais foram os principais benefícios econômicos do desafio, Joanna respondeu: "Na verdade, o mais importante pra mim foi conseguir quitar as minhas dívidas e passar a viver com o que eu ganho. Mas consegui poupar também, o que foi uma conquista pra mim". Com a grana que escapou do caixa das lojas, Joanna conseguiu fazer uma viagem e investir dinheiro.

No primeiro post do blog Joanna revelou a situação financeira daquele seu momento. "A m* vinha se alastrando de uma maneira sem precedentes: eu, prestes a ser despejada, sem um tostão no banco (aliás, azul é uma cor que não dá o ar da graça na minha conta há uns dois anos) [...] Então é hora de mudar de vida. Está na hora de uma mocinha de 27 anos começar a investir em coisas mais importantes do que roupas (isso é questionável, mas tudo bem). Chega de dívidas parceladas no cartão de crédito! [...] Hoje começa o ‘Um ano sem Zara’: um aninho sem comprar nadinha", escreveu ela.

Joanna não pretende recomeçar um ano como aquele no futuro. "Não pretendo, espero não voltar a consumir da mesma forma como fazia antes", diz a publicitária. "A minha dica é parar na frente ao espelho e experimentar as coisas que tenho. Abrir um pouco a cabeça, juntar coisas que você não juntava antes. Uma hora vai sair uma combinação super bacana que você nem esperava", recomenda Joanna, para quem deseja se vestir bem e com estilo, mas sem gastar rios de dinheiro.

Definitivamente, este não foi um caminho fácil. A publicitária conta que o início é a etapa mais difícil pela questão da mudança do comportamento. "Comprar era um hábito na minha vida, uma válvula de escape para os momentos em que eu estava estressada, ou triste, ou de TPM. Mas com o passar do tempo você vai percebendo que existem outros jeitos de se colocar pra cima", diz Joanna. Ela revelou também que sempre gostou mais do processo de compra do que das roupas em si. "Pesquisar, comparar, experimentar... tudo era um hobby", lembra.


Joanna Moura chegou a entrar em uma Zara quando esteve em Paris, na França. Porém, segurou a vontade de comprar e saiu da loja sem uma sacola sequer. "Não quis quebrar o compromisso que eu tinha assumido comigo mesma e com as pessoas que leem o blog. Isso se tornou mais importante pra mim do que aproveitar uma oportunidade de compras", afirmou.

Por Bianca de Souza (MBPress)

Comente