Apartamentos mais compactos - tendência no ramo imobiliário

A tendência é de que os condomínios localizados em São Paulo tenham o dobro de apartamentos nos próximos dez anos. É o que aponta uma pesquisa divulgada pela Lello Imóveis. O resultado indica, também, que isso pode diminuir o valor do condomínio a ser pago.

Os dados não representam apenas uma mudança de preço, mas de adaptação também. Afinal, um número maior de pessoas irão ocupar esses espaços e os apartamentos tenderão a ser mais compactos.

Para ter uma ideia, atualmente, são cerca de seis funcionários para condomínios de 54 apartamentos com arrecadação mensal de aproximadamente R$ 28 mil. Já em 2021, estima-se que serão oito funcionários para um condomínio de 90 apartamentos, dois blocos, e arrecadação mensal de R$ 35 mil.


Segundo o estudo, há um aumento de oferta voltada para a classe C, com condomínios com uma média de 120 apartamentos e itens de lazer básicos, como piscina, churrasqueira, quadra e forno de pizza.

Além disso, as unidades populares manterão destaque. A disponibilidade de imóveis residenciais e salas comerciais para locação também é uma das tendências do mercado imobiliário para este ano.

Por Lívany Salles

Comente

Assuntos relacionados: finanças dinheiro apartamento condomínio