Altos e baixos da bolsa - lição de paciência e equilíbrio

A Bolsa de Valores registrou queda de 3,44% no mês de abril e fechou os meses de janeiro a abril com perdas d e 4,58% no ano. Diante desse cenário, atraente para compras, mas difícil para os investidores que estão na Bolsa, é preciso rever de que forma a montanha russa abala os seus investimentos.

Se os noticiários informam mais uma queda na Bolsa de Valores, investidores em pânico. Se trazem boas novas sobre a alta na Bolsa, investidores felizes. Como a oscilação é constante e imprevisível, um dos cuidados principais é com o efeito manada, ou seja, seguir o que a maioria está fazendo.

Sobre o assunto, a gerente de atendimento do Easynvest, Miriam Macari, explica: "precisamos lembrar que o mercado existe porque compradores e vendedores têm percepções distintas a respeito da mesma ação. Então vale você analisar sua carteira de ações e tomar decisões baseadas em suas próprias conclusões".


Para ela, é natural que notícias ruins e o pessimismo forcem os preços das ações para baixo. "Portanto, é importante buscar entender o que é fato e o que é boato, analisar suas estratégias e objetivos e, a partir disso, tomar uma decisão: manter o investimento e gerir o risco ou se desfazer de sua posição", enfatiza a especialista.

O equilíbrio é fundamental. "O ideal é deixar a emoção de lado. Agir com a razão neste momento é a melhor opção", finaliza.

Por Lívany Salles

Comente