A hora certa de guardar dinheiro

A hora certa de guardar dinheiro

Por mais organizada que seja, você está sujeita a passar por imprevistos. E para que não seja pega de surpresa, o melhor é fazer um planejamento financeiro. Mas quanto é preciso guardar?

Bom, isso vai depender muito do seu perfil e condição financeira.

Especialistas em planejamento e consultores financeiros afirmam que o ideal é que se guarde em torno de seis meses de despesas, ou seja, se seus gastos mensais somam R$ 1.500,00, por exemplo, a reserva deve girar em torno de R$ 9.000,00.

Confira a tabela da empresa americana The Motley Fool

Se você...

Não tem depedentes (reserva para despesas de 3 a 6 meses)

É arrimo de família e tem um trabalho instável (6 a 12 meses)

Está aposentado e vivendo com renda fixa no mês (5 anos)

Dinheiro em baixo do colchão não rende e não é seguro. A melhor opção ainda é a caderneta de poupança (fácil resgate, ausência de imposto de renda). O técnico em logística, Paulo Correia, abriu um conta poupança por incentivo da empresa onde trabalha.

"Fiz um plano que desconta R$ 50 do meu sálario e transfere para o poupança. Foi o único jeito de economizar", brinca o técnico, que pretende triplicar o valor do investimento a partir desse mês. "Agora que não estou estudando posso guardar mais. Caso eu seja demitio, além do fundo de garantia e seguro-desemprego, ainda terei um pé de meia para me manter até conseguir um novo trabalho", conclui Paulo.

Por Livany Salles

Comente