6 dicas para investir o décimo terceiro salário

Dinheirinho extra entrando e aquela dúvida surge: como fazer render?
décimo-terceiro-salário

Foto - Shutterstock

Com a liberação do décimo terceiro salário, é comum ter dúvidas com relação a como usar o dinheiro extra e investir. Para ajudar, o coordenador do curso de Ciências Contábeis da Universidade Cidade de São Paulo (UNICID), Wagner Pagliato separou algumas dicas para aplicar este valor.


Confira a seguir:

1-   Devemos em primeiro lugar liquidar dívidas, pois, o maior ganho está sempre em negociar e liquidá-las, porque não existe investimento que supere juros, principalmente de cartão de crédito e cheque especial.

2-    Após liquidar as dívidas, temos que pensar no Imposto de Renda, pois quem tem imposto retido durante o ano poderá no próximo ano restituir ou pagar valor adicional. Desta forma, uma parte do 13º pode ser aplicada em um plano de previdência privada PGBL e a dedução somente poderá ser feita no modelo completo de declaração. O próprio programa da Receita calcula o limite de 12% sobre a renda tributável. Desta forma, aumenta o valor da restituição ou reduz o imposto a pagar.

3-   O valor pode ser utilizado também para aplicação em outros investimentos, dependendo do prazo de necessidade do dinheiro, como caderneta de poupança, fundos de renda fixa ou até mesmo renda variável.

4-  Parte do 13º salário também pode ser utilizada na compra dos presentes de final de ano, pois, com dinheiro na mão, é sempre mais fácil negociar descontos nos preços dos produtos.

5-   O tema “investimento” deve estar sempre presente no seu dia a dia, e não somente quando se fala em 13º. Hoje em dia existe fácil acesso a muitas fontes de informação sobre os melhores investimentos disponíveis no mercado.

6- Tenha sempre uma reserva de emergência, para ser utilizada em caso de desemprego ou problemas de saúde. Emergências acontecem e nossa tendência é pensar nelas apenas quando elas passam a fazer parte de nossa realidade. 

Por Thamirys Teixeira

Comente