55% dos brasileiros praticam a pirataria

55 dos brasileiros praticam a pirataria

Muito além da discussão sobre os preços elevados dos DVDs originais e as maneiras alternativas de lidar com os downloads pela Internet (uma vez que fiscalizar é praticamente impossível), a cópia, venda ou distribuição de material sem o pagamento dos direitos autorais, de marca e ainda de propriedade intelectual e de indústria, é ilegal.

Contudo, dados da MPAA (sigla, em inglês, da Associação Cinematográfica dos EUA) revelam que mais da metade dos brasileiros realizam atividades relacionadas a pirataria. Cerca de 55% da população com idade entre 18 e 64 anos gravam, compram, emprestam, fazem download ou streaming (transmissão on-line) de filmes.

Estima-se que entre o período de março de 2009 e março de 2010, 456 milhões de filmes pirateados tenham sido comprados ou assistidos pelos consumidores. O consumo ilegal de filmes ocasionou, por estes cálculos, perdas diretas de R$ 4 bilhões ao setor cinematográfico no Brasil. E o país deixou de arrecadar R$ 976 milhões em impostos.


Entretanto, ainda de acordo com a MPAA, mais da metade (52%) das pessoas entrevistadas e que consomem filmes pirateados disseram que assistiriam um filme pelos meios legais, caso os meios ilegais não estivessem tão acessíveis. Enquanto isso, a Federação do Comércio revela que apenas 28% dos brasileiros foram ao cinema em 2010.

Por Lívany Salles

Comente