5 dicas para ser uma pretendente financeira atraente

Se fazer DR amorosa é importante para o relacionamento, então por que não não fazer uma DR financeira?
5 dicas para ser uma pretendente financeira atraente

Foto - Reprodução

Manter um relacionamento bastante afiado depende de cumplicidade, muita conversa e afinidades em questões de valores, gostos e princípios. Mas o que poucos casais levam em consideração são as afinidades financeiras. Você sabe se é uma boa pretendente financeira para seu namorado, marido ou futuro marido? 

Tratar das finanças não pode ser um bicho de sete cabeças para o casal e, com o aumento da intimidade, falar de dinheiro acaba se tornando uma tarefa fácil e essencial para a saúde do relacionamento. Se as finanças  ainda são um tabu entre você e seu parceiro, confira 5 dicas para ser uma pretendente financeira atraente que o VilaMulher separou especialmente para você!


1) Ponha o assunto em pauta

Se fazer DR amorosa é importante para o relacionamento, então por que não não fazer uma DR financeira? Tratar com naturalidade o assunto “dinheiro” é  a primeira forma de expor ideias e dizer abertamente como você lida com o dinheiro, como gasta seu salário e quais novas aquisições ou investimentos pretende fazer. 

2) Mostre organização e planejamento

No caso de casais que já moram juntos, é natural que uma das partes tome para si a responsabilidade de cuidar dos gastos da casa. E mesmo que a responsável seja você, tente manter total transparência com as contas da casa, mostrando ao parceiro todos os pagamentos do mês e como deseja investir o dinheiro que sobrou. Organizar tudo numa planilha deixa a tarefa mais fácil e ele não terá dúvidas de que você é expert na administração do lar. 

3) Esteja pronta para dividir

Um boa pretendente financeira não vê problemas em dividir contas, desde que a divisão seja feita de forma justa. Mostre-se disposta a ajudar com as despesas domésticas, caso o parceiro não esteja conseguindo dar conta de tudo sozinho.

4) Seja independente

Nada melhor do que ser dona do próprio nariz e ser independente em termos financeiros. Deixe de lado a ideia de que o homem deve ser o principal responsável por suprir as necessidades da casa e arregace as mangas! Unir forças e investimentos em prol de um mesmo objetivo pode fazer muito bem ao casal.

5) Busque semelhantes

Dizem que os opostos se atraem, mas viver a rotina com alguém que pense e se comporte de modo muito diferente do seu pode dar problemas. E isso vale também para o dinheiro. Buscar saber como ele lida com o dinheiro ajuda a prevenir brigas e futuras insatisfações. 

Por Renata Branco

Fonte: Finanças femininas

Comente

Assuntos relacionados: finanças dinheiro Renata Branco